publicidade

Blog do Amaury Jr

Fora do Ar: histórias recolhidas e anotadas depois que o microfone entra em “off”

Ruy Guerra e Gabriel García Márquez na filmagem de “Erendira”, México, 1982 (Foto: Reprodução)

 

. Ruy Guerra e Gabriel García Márquez, em Moçambique, estavam doidos de fome. Entraram  num restaurante e devoraram carne como dois trogloditas. No meio da refeição souberam que era carne de cachorro vira-latas. Disseram a eles que era carne de gazela. Vômito imediato…

. Danuza Leão contou que um dia a voz de sua irmã Nara Leão pifou. E Nara indicou uma moça da Bahia, inteiramente desconhecida, para substituí-la: era Maria Bethânia, que ela havia conhecido numa temporada que fizera em Salvador. Bethânia veio e deu no que deu.

Nara e Danuza Leão (Foto: Reprodução/Facebook)

 

. Outra de Danuza. Ela foi demitida da TV Globo por ter dado uma entrevista no caderno de TV do Estadão. Quando lhe perguntaram quem era o apresentador predileto dela nos telejornais, a resposta foi “o Boris Casoy“, que então era do SBT. Isso na Globo costumava dar demissão.

. 1964, “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de Glauber Rocha, foi exibido no Festival de Cannes. Todos estranharam que na coletiva Glauber não apareceu e Nelson Pereira dos Santos o substituiu. Glauber estava tão nervoso sobre o que falariam do filme que teve uma diarreia instantânea e intensa, que o deixou confinado no toilette por muitas horas.