publicidade

Blog do Amaury Jr

Rock in Rio 2017: relembre os shows históricos do festival

Responsável por colocar o Brasil na rota de shows dos maiores artistas do mundo, o Rock in Rio chega a sua 17ª edição em 2017 com uma história consolidada no cenário cultural.

A apresentação da banda em 1985 entrou pra história como um dos melhores shows do grupo (Foto: Divulgação)

 

Com mais de trinta anos de vida e espalhado por outros países, o festival que já recebeu nomes como AC/DC, Queen e Beyoncé coleciona shows icônicos que deixam os fãs emocionados até hoje.

Relembre os melhores:

QUEEN (1985)

Uma das atrações principais da primeira edição do RIR, sua apresentação no festival é considerada mítica na história do rock’n’roll. Durante a canção “Love Of My Life”, um coro brasileiro calou Freddie Mercury que, emocionado, regeu o público que cantava apaixonadamente a faixa do disco “A Night at the Opera”(1975).

GUNS N’ ROSES (1991)

O Guns N’ Roses estava no auge do sucesso quando se apresentou no Brasil pela primeira vez, na segunda edição do festival. Com um cachê de 1 milhão de reais por dois shows, o grupo surpreendeu ao cantar duas faixas inéditas:  “Civil War” e “Double Talkin’ Jive”, lançadas somente meses após o show.  Em sua biografia, Slash afirmou nunca ter visto um público tão enlouquecido pela banda quanto os brasileiros.

CÁSSIA ELLER (2001)

Com um repertório de sucessos como “Malandragem” e “Segundo Sol”, a brasileira deixou o ex-baterista do Nirvana, Dave Grohl, arrancando suspiros ao ouvir sua versão de “Smell Like Teen Spirit”. Além do cover, sua apresentação também é lembrada pela cantora mostrando os seios enquanto cantava “Come Together”, dos Beatles.

BRUCE SPRINGSTEEN (2013)

O cantor, que só havia se apresentado uma única vez no Brasil, em 1988, aproveitou seu retorno para fazer um show de três horas muito interativo com o público. Abrindo sua participação no festival cantando “Sociedade Alternativa”, de Raul Seixas, o cantor apresentou o álbum “Born in USA” na íntegra, chamou público para subir no palco, tocou violão com um fã, emprestou o microfone para um garotinho e ainda levou uma garota de volta à multidão.

JAMES TAYLOR (1985)

Escolhido pelo próprio Roberto Medina, o cantor  de “You’ve Got a Friend” contemplava a aposentadoria há quatro anos, mas foi tão bem recebido que engatou novamente sua carreira e  escreveu “Only a Dream in Rio”, faixa a respeito da recepção que teve por parte dos cariocas.

IRON MAIDEN ( 1985)

A relação de amor entre o país e a banda começou durante o show do grupo no primeiro Rock in Rio. Na estrada com o álbum “Powerslave”, o guitarrista Bruce Dickinson não conteve o nervosismo e chegou a se machucar com o instrumento, mas seguiu com a apresentação com maestria.

R.E.M (2001)

Aguardada pelos fãs brasileiros por mais de 10 anos, o show do grupo na terceira edição do Rock in Rio foi acompanhada por mais de 150 mil pessoas na Cidade do Rock. A banda  ficou visivelmente emocionada.

NEIL YOUNG (2001)

A primeira e única apresentação do canadense do país aconteceu durante o terceiro RIR, em janeiro de 2001. Mesmo cantando apenas oito músicas, o sessentão deixou a multidão de 150 mil pessoas emocionadas no primeiro entoar de sua Gibson.

BARÃO VERMELHO (1985)

Ponto alto do rock nacional na primeira edição do festival, a apresentação foi ovacionada por cerca de 85 mil pessoas. Acontecendo no mesmo dia da eleição do presidente Tancredo Neves após a queda da ditadura militar, foi ao som de “Pro Dia Nascer Feliz” que Cazuza celebrou o “novo Brasil”.

BEYONCÉ (2013)

A primeira passagem de Queen B. por terras brasileiras aconteceu no Rock in Rio de 2013. Com direito a coreografias e uma super produção, a cantora marcou a edição ao terminar sua apresentação dançando o quadradinho ao som do funk “Lek Lek”, levando o público ao delírio.