publicidade

Blog do Amaury Jr

Harvey Weinstein não é o único: 7 poderosos da TV e do cinema acusados de assédio

Harvey Weinstein (Foto: Reprodução)

 

O assunto do momento nos Estados Unidos são as dezenas de denúncias de assédio sexual e estupro contra uma das personas mais importantes de Hollywood, o produtor Harvey Weinstein, 65. Desde a semana passada, mais de 20 mulheres vieram a público para revelar as abusos do empresário, que já foi considerado pela “Time”, em 2012, uma das 100 pessoas mais influentes do mundo.

Nomes como Angelina Jolie, Ashley Judd, Gwyneth Paltrow, Judith Godrèche e até um homem, Terry Crews, relataram casos de abuso do produtor.

Leia mais: Depois de acusações de estupro, mulher de Harvey Weinstein pede o divórcio

Infelizmente, ele não é o primeiro homem superpoderoso da indústria do cinema a receber este tipo de acusação. Reunimos abaixo outros que usaram de seu poder para abusar sexualmente de mulheres.

1. BILL COSBY

A capa da “New Yorker” com 35 das mulheres que acusam Bill Cosby (à dir.) de estupro (Fotos: Reprodução/Divulgação)

 

O comediante Bill Cosby, que atualmente está com 79 anos, foi acusado de estupro por 50 mulheres. Muitos desses casos já prescreveram, mas o ator está sendo julgado pelo mais recente, de 2004, da canadense Andrea Constand. Ela afirma que Cosby fez o mesmo que fazia com as outras mulheres: a convidou para supostas aulas de interpretação, depois a drogou e a estuprou. A “New York Magazine” chegou a fazer uma capa com 35 das mulheres que o acusam de estupro. O processo contra Cosby ainda está em andamento.

2.WODDY ALLEN

A filha adotiva de Woody Allen, Dylan Farrow, de 28 anos, disse em carta aberta que foi abusada sexualmente pelo diretor: “Qual o seu filme favorito de Woody Allen? Antes de responder, você deve saber: quando eu tinha sete anos, Woody Allen me pegou pela mão e me levou para um sótão mal-iluminado no segundo andar de nossa casa. Ele me mandou deitar de barriga para baixo e brincar com os trens elétricos de meu irmão. Ele então abusou sexualmente de mim.” Muito antes da carta de Dylan, em 1992, sua mulher, Mia Farrow descobriu na casa de Allen, fotos de outra filha adotiva dela, Soon-Yi Previn, nua. Ela é coreana e foi adotada por Mia e o músico alemão André Previn ainda criança, antes do início do namoro da atriz com o diretor. Allen chegou a se casar com Soon, o que abriu espaço para alguns discursos que acusam Mia de ter inventado a história todas por ciúmes do diretor.

3. ROMAN POPLANSKI

Roman Polanski (Foto: Divulgação)

O cineasta Roman Polansky está entre os casos mais emblemáticos. Na época com 43 anos e já reconhecido mundialmente por sua obra cinematográfica, teve uma relação sexual com uma menina de 13 anos, Samantha Geimer. Em 2010, a atriz Charlotte Lewis afirmou que Polanski abusou sexualmente dela quando ela tinha 16 anos, durante as filmagens do longa “Piratas”, em 1982.

4. ARNOLD SCHWARZENEGGER

O ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger foi acusado de abuso sexual por pelo menos seis mulheres. Segundo as vítimas, ele teria falado obscenidades, apalpado suas partes íntimas e tentado tirar suas roupas.

5. STEPHEN COLLINS

Stephen Collins (Foto: Divulgação)

 

O ator Stephen Collins, conhecido pela atuação em “Sétimo Céu”, confessou durante uma sessão de terapia ter abusado de crianças entre 11 e 13 anos durante toda a sua carreira. Sua ex-mulher, Faye Grant, foi quem gravou o depoimento e afirmou que Stephen teria abusado de outras crianças mais recentemente.

6. CHARLIE SHEEN

Conhecido por seu papel na série “Two And a Half Men”, Charlie Scheen se envolveu em muita polêmica durante sua carreira. Que ele era mulherengo, todo mundo sabia. Fazia eventos de grandes orgias e noites agitadas pelos quarteiros mais chiques de Hollywood. Mas em outubro de 2014 armou uma confusão no consultório de um dentista. A assistente do dentista entrou com processo contra o ator por apertar seus seios. Ele também está respondendo por expor sua ex-namorada ao vírus HIV quando ele já estava consciente da doença e por desestimular que ela fizesse uso de qualquer medicamento.

7. JOSÉ MAYER

Em abril deste ano explodiu o primeiro grande caso de assédio envolvendo um ator brasileiro, José Mayer. Ele foi acusado pela figurinista Su Tonani em um texto publicado pelo jornal “A Folha de S. Paulo”, em que ela narra diversos episódios em que o ator a assediou, inclusive passando a mão em suas partes íntimas. Algumas das atrizes da Rede Globo chegaram a fazer uma campanha “Mexeu com uma, mexeu com todas”. José foi suspenso da próxima novela que iria atuar, mas já há veículos da imprensa adiantando a volta do ator em 2018 às telinhas.

A impunidade é a palavra chave ao falar sobre os casos listados acima, que se arrastam na justiça por anos. Com muita grana, os acusados contratam advogados criminalistas poderosíssimos que conhecem as artimanhas da justiça para alongar ao máximo possível um veredito. É capaz que muitos deles morram antes de serem tidos como culpados.

 

Por Michelle Kaloussieh