publicidade

Blog do Amaury Jr

Ex-assistente de Weinstein recebeu 140 mil euros por silêncio

Uma ex-assistente de Harvey Weinstein, denunciado por assédio sexual por dezenas de atrizes, revelou ao jornal “Financial Times” que cobrou mais de 140 mil euros, cerca de meio milhão de reais, para assinar um acordo de confidencialidade abafando que também foi vítima do produtor em 1998.

Dono da Miramax, o produtor está sendo denunciado por assédio sexual (Foto: Divulgação)

 

Segundo a britânica Zelda Perkins, Weinstein pedia para que ela fizesse massagens nele quando eles estavam sozinhos em hotéis e que, na hora de acordá-lo, ele frequentemente tentava levá-la para cama à força.

Além de Perkins, uma outra colega de trabalho também sofreu assédio por parte do produtor, no entanto, resolveu denunciar, motivando a britânica a fazer o mesmo. As duas mulheres denunciaram seus casos e foram silenciadas com a soma conjunta, para distribuir em partes iguais, de 250 000 libras.

A assistente teria denunciado o produtor por assédio em 1998 (Foto: Zelda Perkins)

 

Com a publicação, Zelda pode ter de devolver o valor recebido e custear os custos legais estipulados no contrato devido a quebra de cláusula.