publicidade

Blog do Amaury Jr

Hospital de SP humaniza radioterapia de paciente de 8 anos com máscara do Hulk

Foto: Reprodução Facebook

 

A ala oncológica do hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, foi palco de um episódio cheio de heróis envolvidos. Isso porque uma criança de oito anos que está passando pelo tratamento de um linfoma e deve fazer 12 sessões de radioterapia não aceitava a colocação da máscara facial termoplástica, que é utilizada para imobilizar os pacientes durante a aplicação. Mesmo que a máscara seja moldada especialmente para cada paciente e não machuque, ela pode incomodar um pouco devido à pressão que exerce.

O início do tratamento  é com anestesia para dar mais conforto durante as aplicações, mas além de seus efeitos colaterais, a punção da veia e a própria indução anestésica não estavam sendo fáceis. Na terceira sessão os profissionais que tratam o garoto tiveram uma ideia, já praticada em alguns locais no Brasil: por que não oferecer novamente a máscara sem a anestesia, e pintá-la com as cores de um super-herói? Renato, técnico do hospital, prontamente se dispôs a fazer isso acontecer.

Conversou com o pequeno herói, cortou a máscara onde era possível – para aumentar o conforto – e trouxe tinta verde do Hulk. Agora, o tratamento é realizado sem anestesia.

Muito se fala sobre tentativas de humanizar o tratamento de câncer, e esse é um exemplo simples de como ter empatia e amenizar procedimentos técnicos sem afetar sua eficácia.