publicidade

Blog do Amaury Jr

Prefeitura de SP fecha acordos socioeducativos com Instituto Ayrton Senna

Na manhã desta terça-feira (14), o prefeito João Doria, o Ministro da Educação Mendonça Filho, a presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, e o reitor da UNESP, Sandro Valentini, anunciaram acordos para promover a chamada “Formação Integral”, voltada para o desenvolvimento de habilidades e competências cognitivas e socioemocionais.

O encontro aconteceu na manhã desta terça (14), no Edifício Matarazzo (Foto: Arquivo Blog)

 

O evento, que reuniu empresários e educadores no Edifício Matarazzo, teve a presença do reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa, e de sua mulher, Claudia Pereira.

Ao todo, três novos documentos foram divulgados:

1 – Acordo de cooperação entre a Prefeitura Municipal de São Paulo e o Instituto Ayrton Senna com o objetivo de ampliar as oportunidades para a formação e o desenvolvimento integral dos estudantes à política de educação.

2 – Memorando de entendimento entre a Prefeitura Municipal de São Paulo, o Instituto Ayrton Senna e a Unesp, com a finalidade de formar professores para o desenvolvimento das competências cognitivas e socioemocionais.

3 – Protocolo de intenções entre o MEC, a Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a Unesp e o Instituto Ayrton Senna para a criação de uma comissão para apresentar proposta de Residência Pedagógica, com foco em educação integral.

O reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa, e o prefeito João Doria discutiram sobre o futuro da educação universitária (Foto: Arquivo Blog)

 

A parceria prevê, em prol do aluno, ações como a reformulação da base curricular do Ensino Fundamental e a integração dos conteúdos das áreas de conhecimento com o desenvolvimento de competências para o século XXI.

Já para os professores, o projeto procura promover uma gestão da política de alfabetização da Rede Municipal de Ensino por meio da formação de professores para acompanhamento e análise de indicadores de sucesso, como a frequência nas aulas e os níveis de alfabetização e um curso de extensão a distância, com duração de 100 horas, para alunos de licenciatura em Pedagogia, ofertado pela Unesp.

Reunindo uma equipe com educadores e estudantes de 50 escolas, a parceria será projetada ao longo de 2018 e ainda não tem data para entrar em vigor.