publicidade

Blog do Amaury Jr

Numerólogo sugere ritual de passagem para a virada de ano

Foto: Reprodução

 

Todos os anos, o engenheiro dimensional e numerólogo Gilson Chveid Oen cria mantras (combinações de letras, símbolos e sons que, segundo Gilson, quando pronunciados repetidas vezes criam uma energia e fazem com que o universo conspire a seu favor) e uma sugestão de “ritual de passagem” para ser feito durante a virada de ano.

De acordo com Gilson, seguir o ritual faz com que você “possa viver o ano de 2018 em sintonia profunda com o lado bom da energização”. Eis a receita:

Procure iniciar nos onze minutos que antecedem a meia noite deste 31 de dezembro de 2017 e cada último dia dos primeiros onze meses de 2018. Faça o ritual na virada de janeiro para fevereiro, de fevereiro para março e deste jeito em diante até novembro para dezembro de 2018. Serão 11 rituais ao todo.

Primeiro Movimento – O Nascimento de Uma Nova Realidade

Feche os olhos, respire calma e profundamente 1 vez e junte as duas palmas das mãos, em concha, esticando os braços de forma que eles façam um ângulo de noventa graus com seu tórax – e aponte suas mãos unidas para a direção onde o sol nascerá no dia 01 de janeiro de 2018 , ficando assim durante uns 11 segundos (conte mentalmente em ordem decrescente de 11 até 1).

De olhos fechados esvazie seus pulmões e comece calmamente a enchê-los. Quando atingir seu limite abra a boca, levante os braços com as mãos espalmadas e inclinadas lateralmente num ângulo de 45 graus em relação ao chão e, então, dê um grito expulsando o ar contido em você.

Deixe seus braços caírem e relaxe. Você acabou de renascer. Se imagine como um bebê experimentando todas as sensações maravilhosas que começar a viver de novo, bem do começo, poderiam lhe proporcionar.

Segundo Movimento – Fazendo O Seu Novo Ser Buscar Uma Outra Solução de Estrada de Rio Congelado Para Viver A Sua Nova Vida

Se prepare para entrar em comunhão total com a sua nova estrada de rio congelado, começando a partir daí a viver um maravilhosa transformação da realidade que o acompanhou nos últimos 8 anos da sua existência. Procure utilizar sua imaginação para se sentir entrando neste instante na vida com a qual sempre sonhou e que você passa a caminhar por esta nova estrada para um futuro maravilhoso.

Para que isto ocorra fale em voz alta o seguinte Teman (texto mântrico sob a forma de um poema):

Louco de paixão eu renasço em você
e mergulho nessa luz que o seu amor me faz viver
Estou pronto e encantado para um salto maravilhoso
Numa vida bela e bem feita com um futuro esplendoroso

Terceiro Movimento – A Conexão da Sua Nova Essência com o Ano de 2018

Compre uma lanterna de luz branca para cada pessoa que for fazer o ritual junto com você e as coloque sobre a mesa. Certifique-se previamente de ter colocado, também na mesa da virada do ano, um pote com uvas.

Coloque para tocar a música “O Descobridor Dos Sete Mares”, cantada por “Lulu Santos”.

Pegue um punhado de uvas nas duas mãos e, no meio da música, você sozinho, ou juntamente com sua família e amigos, abra os braços, jogando-os para cima, e arremesse ao mesmo tempo os punhados de uvas exclamando:

“MUITO AMOR, MUITA SAÚDE E MUITA PROSPERIDADE 2018”

Quando a música terminar, dê início à energização com o Circuito Mântrico:

UZ uzuzuz RI ririri DOM domdomdom ====== ÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ

Para tanto feche seus olhos, encha seus pulmões de ar via diafragma e comece a pronunciar espaçadamente três vezes as palavras UZ, RI e DOM, nesta ordem – e partindo para uma 4ª repetição, com o ar quase acabando, pronuncie apenas UZ e RI e no RI estenda a sua emissão até o ar acabar. Aí comece a encher, novamente os pulmões e, abrindo bastante sua boca e formando um círculo com ela, pronuncie o som da letra Á de uma maneira que o volume do som cresça até o máximo que puder. E depois diga:

As luzes iluminaram as montanhas da felicidade
e os amigos de mãos dadas percorreram nossa cidade
Lanternas poderosas com sua luz indicaram o caminho
Eu sou poderoso, conquisto o que eu quero, não estou mais sozinho

E então, ligue e aponte para o céu a lanterna por três minutos. Se puder apontar a sua em conjunto com as de muitas outras pessoas, o faça. Um milhão de lanternas iluminando ao mesmo tempo é o que o universo precisa ver e sentir.