publicidade

Blog do Amaury Jr

Seis historinhas de Jô Soares, que completa 80 anos hoje!

(Foto: Divulgação)

 

. Jô Soares nasceu no Rio de Janeiro em 1938. Seu pai era corretor de seguros e sua mãe dona de casa. Estudou na Suíça dos 12 aos 17 anos e, durante algum tempo, chegou a morar no ilustre hotel Copacabana Palace, no Rio.

. Antes da fama, Jô foi vendedor de passagens aéreas em uma agência de turismo.

. Mais tarde, quando já trabalhava como humorista, chegou a atuar ao lado do cantor Roberto Carlos numa versão da história “Os Três Porquinhos”. O ano era 1969, a produção foi feita pela Record e Jô viveu um dos bichinhos (Manuel da Nóbrega e Pagano Sobrinho eram os outros), enquanto Roberto assumiu o papel de Lobo Mau.

 

 

. Frequentador de sebos, sempre em busca de raridades, Jô Soares uma vez deparou-se com um livro de sua própria autoria. Até aí tudo bem, não estivesse o livro com sua dedicatória e assinatura para um querido amigo. Jô comprou o exemplar e mandou-o de volta ao amigo, que por sua vez se evaporou com receio de ter que dar explicações.
Jô confima tudo, menos o fato de ter mandado devolver. Afirma que o guardou em suas estantes para não humilhar o amigo.

. Dona Mercedes, mãe de Jô, morreu atropelada no Rio quando ele tinha 30 anos.
Dez anos mais tarde, o apresentador vai tomar um táxi no aeroporto e, no trajeto, percebeu o motorista chorando. Diminuíram a marcha e pararam. O taxista disse que havia sido ele que atropelara dona Mercedes e que não conseguia dormir fazia uma década, precisava do perdão de Jô.
Claro que Jô o perdoou, até porque ele não tivera nenhuma culpa no acidente.

. Jô Soares liquidou assim a indagação de um repórter:
-Prá você, Jô, quem é bom de cama?
-O meu marceneiro.

 

Leia também: