publicidade

Blog do Amaury Jr

Perdeu a entrevista com Roberto Carlos na estreia do programa? Contamos como foi

Roberto Carlos foi um dos convidados do programa de estreia de Amaury na Band (Foto: Arquivo Blog)

 

Em seu programa de estreia na TV Bandeirantes, no último sábado (27), às 23h30, Amaury Jr. entrevistou o cantor Roberto Carlos – que não costuma dar muitas entrevistas, mas abriu exceção especial para o amigo de longa data.

Imagem dos arquivos registra a amizade antiga de Roberto Carlos e Amaury (Foto: Arquivo Blog)

 

A conversa foi gravada no camarim do show “Roberto Carlos Só Para Mulheres”, no Espaço das Américas, em São Paulo, e os highlights do bate-papo transcrevemos aqui:

Amaury Jr.: Roberto, fiquei escondidinho na platéia, porque este é um show “Só Para  Mulheres” (risos). A Hebe foi a primeira a sugerir que você fizesse esse show?
Roberto Carlos: A Hebe foi a madrinha do primeiro show “Roberto Carlos Só Para Mulheres”. Foi lindo, emocionante. Me lembro com muita emoção dela cantando comigo. Foi lindo como tudo que a Hebe fez.

AJ: Como foi de férias? Estava em Miami? Você tem férias?
RC: Férias, mais ou menos bicho.

AJ: Fez show lá?
RC: Não fiz nada. Na verdade fui com a ideia de descansar um pouco, mas não tinha finalizado o disco em espanhol ainda, então a Sony me fez trabalhar em Miami para terminar o disco.

AJ: E você encontrou a Jennifer Lopez?
RC: Não, isso foi da última vez que a gente gravou – e que foi maravilhoso. A Jennifer Lopes até canta, que maravilha! (risos)

AJ: Como você consegue ficar quieto perto da JLo? Ela não te assanha?
RC: Qualquer um! Mas a gente tem que se comportar.

AJ: Consta que quando você está ao lado da Jennifer Lopez, você finge que erra para prolongar mais os ensaios.
RC: (Risos) Isso não é verdade, mas se fosse, seria perdoado.

AJ: Mas você gosta da matéria – e a JLo é irresistível!
RC: Maravilhosa! É o que eu disse para você: “Maravilhosa e até canta!”. Agora, minha ida de férias, não foram bem férias… Tive que terminar um disco em espanhol em Miami. Entreguei para a Sony. É aquela coisa, a gente nunca entrega pronto, abandona. Aprendi isso com o Sting. Ele falou que nunca entrega um disco, mas que ele, num certo momento, abandona porque a pressão é tanta, a coisa já está sendo feita a tanto tempo, que aí tem que abandonar.

AJ: Roberto, e como está o coração amorosamente? Batendo bem eu sei que está…
RC: Tá bem, batendo bem, normal, entende (risos)?

AJ: Mas não tem nenhuma figura  feminina rondando seu coração?
RC: Não, não, mais ou menos… A gente sempre está atento. O dia que tiver realmente alguma coisa eu falo para você!

AJ: Acha que ainda é capaz de conhecer uma mulher que vá te sensibilizar tanto quanto a Maria Rita?
RC: É difícil a gente imaginar este tipo de comparação. Eu acho que estou com o meu coração… Sou um caro muito romântico, mas difícil. Essas coisas são imprevisíveis. Acontece que não sou resistente a me apaixonar. Não sou. Meu coração está batendo – e é ele quem manda!

(Foto: Arquivo Blog)

 

AJ: Outra coisa que não falei e as pessoas não me perdoam se não perguntar, é sobre suas manias. O Roberto ainda continua com aquela mania de não chegar de marrom perto dele, só comemora ano novo na hora certa e não no fuso horário de verão? Como você comemorou esse ano?
RC: É, uma hora da manhã do Brasil. Meia-noite ainda não é hora do ano passar, está uma hora antes do ano. Então comemoro 1 hora da manhã.

AJ: Então os fogos estão espocando lá e você está quieto?
RC: Quietinho, conversando, bebendo, tomando um vinhozinho para depois tomar champagne.

AJ: O que você quer que aconteça neste ano de 2018? Fora shows, espetáculos, os empreendimentos todos rolando muito bem…
RC: Isso tudo a gente está trabalhando e fazendo acontecer da melhor forma que pode ser feito. Mas o que a gente espera mesmo é que o Brasil melhore toda esta situação e que toda esta coisa terrível que está acontecendo de corrupção, que realmente acabe e seja este um país em que as pessoas não tenham essa preocupação com o que está acontecendo no poder, que a gente fique contente com tudo. Eu espero ardentemente que isso aconteça.

AJ: Esse ano é um ano de eleições e de Copa do Mundo. Um ano muito agitado.
RC: Pois é. Eu espero que o Sérgio Moro e todas as instituições consigam fazer realmente que tudo isso se resolva de uma forma justa, porque eu acho que justiça é uma coisa muito importante; e que a gente possa ficar tranquilo, respirar tranquilo.

AJ: Você é a favor da delação?
RC: Acho que todo mundo é a favor da delação porque ela mostra alguma coisa…Se não fosse ela, essas coisas não estariam acontecendo. Acho que todo cidadão brasileiro é a favor da delação.

AJ: Já tem candidato para essas eleições?
RC: Ainda não. Mas pode ter certeza que quando eu tiver vou me manifestar.

AJ: Isso é importante. Você vai mesmo se manifestar?
RC: Acho que vou!

AJ: Que seja no meu programa (risos)!
RC: Ok (risos). Obrigada Amaury, tudo de bom, que Deus dê bondade te abençoe e proteja. Desejo mais sucesso e que você continue sendo este cara que todo mundo gosta e tem prazer em dar uma entrevista.

AJ: Palavras do Rei!

 

Leia também: