publicidade

Blog do Amaury Jr

Categoria : Cinema


Owen Wilson está no Brasil e almoçou com Luciano Hulk

Owen Wilson (Foto: Divulgação)

 

O ator americano Owen Wilson está no Brasil para prestigiar o casamento de seu amigo, o empresário do U2, Guy Oseary, com a modelo brasileira Michelle Lima.

Wilson foi visto nos corredores do Shopping Iguatemi, em São Paulo, depois de almoçar com o apresentador Luciano Huck no restaurante Rodeio.

O casamento de Guy e Michelle será na próxima terça-feira (24), aos pés do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Já a festa será na casa de Angélica e Luciano Huck.

O maître do Rodeio, Francisco Chagas Filho e Owen Wilson (Foto: Reprodução Instagram)


Comentário de Woody Allen sobre caso Weinstein gera polêmica e diretor se explica

Em entrevista à BBC no último sábado (14), Woody Allen declarou estar muito triste com o processo de assédio sexual contra o produtor Harvey Weinstein.

“Toda essa coisa com Harvey é muito triste para todos os envolvidos. Trágico para as pobres mulheres envolvidas, e triste para Harvey, que teve toda a sua vida arruinada. Não há vencedores nisso, é apenas muito, muito triste e trágico”, afirmou.

O comentário do diretor sobre Harvey causou polêmica durante o final de semana (Foto: Divulgação)

 

Para Allen, o caso do empresário pode levar a uma “caça às bruxas” na indústria do cinema: “Você não vai querer entrar numa atmosfera de caça às bruxas, onde qualquer cara que pisca para um garota em seu escritório de repente tem que ligar para seu advogado para se defender”.

O comentário foi tão criticado pelos leitores, que fizeram referência ao casamento de Allen com Soon-Yi Previn, filha adotiva de sua ex-mulher, Mia Farrow, e à acusação de abuso sexual de Dylan Farrow, sua filha adotiva, que o diretor se explicou posteriormente em nota: “Quando disse que estava triste por Weinstein, achei que estava claro que era porque ele é um homem triste e doentio. Estou surpreso que minha afirmação tenha sido tratada de outra forma. Para que não haja ambiguidade, esta afirmação esclarece minha intenção e meus sentimentos.”

Trabalhando com Harvey Weinstein várias vezes durante sua carreira, Allen afirmou nunca ter ouvido nenhum tipo de acusação: “Ninguém jamais veio até mim contar histórias horrorosas com qualquer seriedade”, disse. “E eles também não iriam, porque você não está interessado nisso. Você está interessado em fazer seu filme. Mas você ouve um milhão de rumores fantásticos o tempo todo. Alguns se revelam verdadeiros e alguns – muitos – são apenas histórias sobre essa atriz ou aquele ator”, declarou.

***

Outro diretor que também comentou sobre o caso foi Quentin Tarantino. Com a maioria de seus filmes sendo produzidos pela Weinstein Company, o responsável por longas como “Django Livre” e a série “Kill Bill” se pronunciou por intermédio da atriz Amber Tamblyn.

“Na última semana eu fiquei atordoado e de coração quebrado com as revelações sobre Harvey Weinstein, meu amigo há 25 anos. Eu preciso de mais alguns dias para processar minha dor, emoções, raiva e memória, e então eu irei falar publicamente sobre isso”, escreveu na declaração.


Harvey Weinstein não é o único: 7 poderosos da TV e do cinema acusados de assédio

Harvey Weinstein (Foto: Reprodução)

 

O assunto do momento nos Estados Unidos são as dezenas de denúncias de assédio sexual e estupro contra uma das personas mais importantes de Hollywood, o produtor Harvey Weinstein, 65. Desde a semana passada, mais de 20 mulheres vieram a público para revelar as abusos do empresário, que já foi considerado pela “Time”, em 2012, uma das 100 pessoas mais influentes do mundo.

Nomes como Angelina Jolie, Ashley Judd, Gwyneth Paltrow, Judith Godrèche e até um homem, Terry Crews, relataram casos de abuso do produtor.

Leia mais: Depois de acusações de estupro, mulher de Harvey Weinstein pede o divórcio

Infelizmente, ele não é o primeiro homem superpoderoso da indústria do cinema a receber este tipo de acusação. Reunimos abaixo outros que usaram de seu poder para abusar sexualmente de mulheres.

1. BILL COSBY

A capa da “New Yorker” com 35 das mulheres que acusam Bill Cosby (à dir.) de estupro (Fotos: Reprodução/Divulgação)

 

O comediante Bill Cosby, que atualmente está com 79 anos, foi acusado de estupro por 50 mulheres. Muitos desses casos já prescreveram, mas o ator está sendo julgado pelo mais recente, de 2004, da canadense Andrea Constand. Ela afirma que Cosby fez o mesmo que fazia com as outras mulheres: a convidou para supostas aulas de interpretação, depois a drogou e a estuprou. A “New York Magazine” chegou a fazer uma capa com 35 das mulheres que o acusam de estupro. O processo contra Cosby ainda está em andamento.

2.WODDY ALLEN

A filha adotiva de Woody Allen, Dylan Farrow, de 28 anos, disse em carta aberta que foi abusada sexualmente pelo diretor: “Qual o seu filme favorito de Woody Allen? Antes de responder, você deve saber: quando eu tinha sete anos, Woody Allen me pegou pela mão e me levou para um sótão mal-iluminado no segundo andar de nossa casa. Ele me mandou deitar de barriga para baixo e brincar com os trens elétricos de meu irmão. Ele então abusou sexualmente de mim.” Muito antes da carta de Dylan, em 1992, sua mulher, Mia Farrow descobriu na casa de Allen, fotos de outra filha adotiva dela, Soon-Yi Previn, nua. Ela é coreana e foi adotada por Mia e o músico alemão André Previn ainda criança, antes do início do namoro da atriz com o diretor. Allen chegou a se casar com Soon, o que abriu espaço para alguns discursos que acusam Mia de ter inventado a história todas por ciúmes do diretor.

3. ROMAN POPLANSKI

Roman Polanski (Foto: Divulgação)

O cineasta Roman Polansky está entre os casos mais emblemáticos. Na época com 43 anos e já reconhecido mundialmente por sua obra cinematográfica, teve uma relação sexual com uma menina de 13 anos, Samantha Geimer. Em 2010, a atriz Charlotte Lewis afirmou que Polanski abusou sexualmente dela quando ela tinha 16 anos, durante as filmagens do longa “Piratas”, em 1982.

4. ARNOLD SCHWARZENEGGER

O ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger foi acusado de abuso sexual por pelo menos seis mulheres. Segundo as vítimas, ele teria falado obscenidades, apalpado suas partes íntimas e tentado tirar suas roupas.

5. STEPHEN COLLINS

Stephen Collins (Foto: Divulgação)

 

O ator Stephen Collins, conhecido pela atuação em “Sétimo Céu”, confessou durante uma sessão de terapia ter abusado de crianças entre 11 e 13 anos durante toda a sua carreira. Sua ex-mulher, Faye Grant, foi quem gravou o depoimento e afirmou que Stephen teria abusado de outras crianças mais recentemente.

6. CHARLIE SHEEN

Conhecido por seu papel na série “Two And a Half Men”, Charlie Scheen se envolveu em muita polêmica durante sua carreira. Que ele era mulherengo, todo mundo sabia. Fazia eventos de grandes orgias e noites agitadas pelos quarteiros mais chiques de Hollywood. Mas em outubro de 2014 armou uma confusão no consultório de um dentista. A assistente do dentista entrou com processo contra o ator por apertar seus seios. Ele também está respondendo por expor sua ex-namorada ao vírus HIV quando ele já estava consciente da doença e por desestimular que ela fizesse uso de qualquer medicamento.

7. JOSÉ MAYER

Em abril deste ano explodiu o primeiro grande caso de assédio envolvendo um ator brasileiro, José Mayer. Ele foi acusado pela figurinista Su Tonani em um texto publicado pelo jornal “A Folha de S. Paulo”, em que ela narra diversos episódios em que o ator a assediou, inclusive passando a mão em suas partes íntimas. Algumas das atrizes da Rede Globo chegaram a fazer uma campanha “Mexeu com uma, mexeu com todas”. José foi suspenso da próxima novela que iria atuar, mas já há veículos da imprensa adiantando a volta do ator em 2018 às telinhas.

A impunidade é a palavra chave ao falar sobre os casos listados acima, que se arrastam na justiça por anos. Com muita grana, os acusados contratam advogados criminalistas poderosíssimos que conhecem as artimanhas da justiça para alongar ao máximo possível um veredito. É capaz que muitos deles morram antes de serem tidos como culpados.

 

Por Michelle Kaloussieh


Fernando Meirelles vai dirigir filme sobre o Papa para Netflix

Diretor do premiado “Cidade de Deus”, o cineasta Fernando Meirelles será o responsável pela produção da Netflix, “The Pope”, sobre a relação entre os papas Francisco e Bento XVI.

Segundo o portal “Deadline”, Bento será interpretado por Anthony Hopkins, enquanto Jonathan Pryce, de “Game of Thrones”, representará o Sumo Pontífice.

A relação entre os religiosos será retratada pela plataforma de streaming (Foto: Reprodução)

 

Com roteiro de Anthony McCarten, o longa vai explorar as afinidades e oposições entre os dois religiosos durante seus períodos de liderança da Igreja Católica.

O diretor de fotografia uruguaio Cesar Charlone, que já trabalhou com Fernando anteriormente em “Cidade de Deus” (2002), “O Jardineiro Fiel” (2005) e “Ensaio sobre a Cegueira” (2008), também está escalado.

As gravações começam em novembro, na Argentina e na Itália.


Facebook vai produzir série sobre o projeto fotográfico “Humans of New York”. Confira o trailer!

Maior rede social do mundo, o Facebook expandiu seus negócios para além do online. A ferramenta está produzindo uma série em parceria com a página “Humans of New York”, criada pelo fotógrafo Brandon Stanton.

O projeto fotográfico vai virar série do Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)

 

A aposta no projeto faz parte do investimento de Zuckerberg no Watch, uma plataforma para conteúdos originais em vídeo.

Criada pelo fotógrafo com foco nas histórias de vida e cotidiano de pessoas comuns da “Big Apple”, o projeto se expandiu e Stanton visitou outros países, como o Brasil, em busca de depoimentos de todas as partes do mundo.

Confira o trailer:


Ator de Star Wars confirma participação dos príncipes Harry e William em “The Last Jedi”

Harry e William visitaram o set de filmagens em abril de 2016 (Foto: Reprodução/Twitter)

 

O ator John Boyega, que dá vida ao personagem Finn, confirmou em uma entrevista na manhã desta sexta-feira que os príncipes Harry e William fizeram uma ponta como stormtroopers em “The Last Jedi”, no novo filme da saga “Star Wars”.

“Estou farto desses segredos! Eles estiveram no set, há imagens”, revelou à radico BBC Radio 4.

Os membros da família real estariam presentes em uma suposta cena em que Finn e Ray se infiltram em uma base secreta. No entanto, a cena foi cortada.

Questionado, o Palácio de Kensington recusou-se a comentar a entrevista.

Os príncipes visitaram o set em abril do ano passado, onde conversaram com a equipe, brincaram com sabres de luz – e fizeram amizade com Chewbacca, personagem de Joonas Suotamo. Mark Hamill, que interpreta Luke Skywalker, e Boyega também estavam presentes, além do diretor Rian Johnson.


Príncipe Harry sobre funeral de Lady Di: “Lembro das mãos úmidas das pessoas de tanto enxugar as lágrimas

O especial da emissora será lançado no dia 1º de setembro (Foto: Reprodução Instagram)

 

No mês em que a morte da Lady Di completa 20 anos, o canal norte-americano NBC divulgou um teaser do especial “Diana, 7 Days” (em português, “Diana, 7 dias”), um filme de duas horas sobre o acidente que tirou a vida da Princesa de Gales.

No vídeo de apenas 30 segundos, a emissora mostra as participações de familiares, incluindo os príncipes Harry e William, frutos de seu casamento com Príncipe Charles.

Com uma visão intimista, o filho mais velho de Diana revela o que sentiu ao caminhar atrás do caixão de sua mãe com apenas 15 anos: “Foi um dos momentos mais difíceis da minha vida”.

Já Harry compartilha outra recordação: “Me lembro das mãos molhadas das pessoas por enxugar as lágrimas.”

Lady Di morreu em 31 de agosto de 1997, em um acidente de carro em Paris, aos 36 anos.


Diretoras de TV de Hollywood pedem cotas para mulheres

Cena da série Scandal (Foto: Reprodução)

Em um encontro promovido pelo canal FX nesta quarta-feira, na Television Critics Association (TCA), produtoras e diretoras de séries como “American Horror Story”, “The Americans” e “Scandal” pediram cotas de gênero em Hollywood, segundo o “Daily Mail”.

Durante a coletiva do evento, Maggie Kiley disse: “Não quero ter que chegar a dizer que fui contratada por ser mulher, mas talvez neste momento haja a necessidade de cotas”. Ela é a diretora das séries “Scream Queens” e “American Horror Story”.

Um relatório elaborado pela Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) sobre a diversidade em Hollywood mostrou que as minorias representam 40% da população americana, mas são somente 10% dos produtores de filmes ou séries. A diferença é ainda maior em relação às mulheres, que são metade da população do país e apenas 10% daqueles que estão por trás das câmeras. Bizarro.

“Não somos iniciantes. Apenas precisamos que nos deem uma oportunidade”, disse a diretora Rachel Goldberg. Elas contaram que têm de superar inúmeras barreiras para conseguir comandar uma produção, enquanto os homens precisam apenas ter feito um curta-metragem.

Em 2016, a FX lançou a Half Initiative, com o objetivo de conseguir que pelo menos metade dos produtores do canal seja de mulheres ou de minorias. O número de mulheres diretoras na emissora passou de 12%, em 2015, para 51%, em 2016.


Sucessos de bilheteria, Saga Crepúsculo e Jogos Vorazes podem ganhar continuação

A história dos vampiros pode ganhar uma continuação (Foto: Divulgação)

 

Dois dos maiores sucessos de bilheteria dos últimos tempos, a Saga Crepúsculo e Jogos Vorazes podem voltar às telonas.
Em entrevista à revista “Variety”, o presidente da “Lionsgate”, distribuidora dos longas, John Feltheimer, revelou que para que as novas sequências ganhem vida só é necessário autorização por parte das duas autoras – Stephenie Meyer e Suzanne Collins.

“Existem muitas histórias para serem contadas, e estamos prontos para mostrá-las assim que as autoras dos livros também estiverem”, afirmou.

Para o diretor da Lionsgate só é preciso o sinal verde das duas autoras (Foto: Divulgação)

 

Feltheimer ainda contou que a empresa poder negociar com os donos de cinemas e as operadoras de streaming para que os filmes lançados cheguem mais rápido a esses serviços.

Para a distribuidora, a continuação seria muito lucrativa. Vale lembrar “Amanhecer: Parte 2″ arrecadou cerca de 830 milhões de dólares, enquanto “Jogos Vorazes: A Esperança – O Final” faturou US$ 652 milhões.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>