Topo
Blog do Amaury Jr.

Blog do Amaury Jr.

10 igrejas, conventos ou conservatórios que foram transformados em incríveis hotéis de luxo

natantunes

19/07/2018 18h04

Viajar pode ser uma verdadeira aula de história. Além dos castelos e da própria realeza, é comum encontrar mundo afora prédios que por muitos anos abrigaram igrejas, conventos e mosteiros. Tão comum que hoje você até pode dormir em um.

Confira:

1. Kruisherenhotel Maastricht, Holanda

Diretamente do século XV, o monastério de arquitetura gótica impressiona pelo estilo moderno de seu interior. Com 60 quartos, o hotel ainda abriga numerosas salas de conferência, biblioteca, butique, restaurante e um bar de vinhos.

Destaque para o mezanino recém instalado, onde os hóspedes curtem um café da manhã de luxo enquanto aproveitam a vista de Maastricht através das janelas da capela.

2. L'Iglesia Hotel, Marrocos

Localizada no coração da antiga cidade de El Jadida, a igreja espanhola construída no século XIX hoje abriga um hotel de 14 quartos todo decorado com móveis e acessórios da década de 30.

Além da própria arquitetura, que por si só chama a atenção, hóspedes podem aproveitar a vista para o oceano durante o café da manhã e o antigo salão do consulado espanhol na hora do jantar.

3. San Clemente Palace Kempinski, Itália

Localizada na romântica Ilha de São Clemente, em Veneza, o monastério do século XII atrai hóspedes pela sua localização próxima aos principais pontos turísticos da cidade.

Com 190 quartos no total, o complexo ainda abriga sete jardins, capela, piscina, quadra de golf, quadra de tênis e um spa recém inaugurado.

 

 

4. Conservartorium Museumplein, Holanda

Originalmente fundado em 1275, o atual hotel 5 estrelas já foi um banco e um conservatório de música. Com uma arquitetura que vai do mais contemporâneo ao moderno, o projeto gótico contrasta com a luz natural que invade todo o prédio.

Além dos diferentes layouts dos quartos, o local ainda oferece aos hóspedes um moderno centro fitness, piscina interior, spa e butiques de luxo.

5. Monastero Santa Rosa, Costa de Amalfi

Em um penhasco com uma vista impressionante, o antigo monastério do século XVII foi convertido em um hotel intimista com apenas 20 quartos.

Além da piscina de borda infinita com vista para o oceano, o local também oferece um spa e um restaurante.

6. Mandarin Oriental, República Tcheca

Durante as obras para transformar esse convento dominicano do século XIV em destino de luxo, foram descobertos mais de 250 mil objetos históricos e formações arqueológicas, o que garantiu ao prédio a condição de patrimônio arquitetônico.

O spa é uma atração à parte, e fica na antiga capela renascentista do complexo. Tem instalações à base de água, como uma piscina de vitalidade e duas saunas.

7. Hotel Sozo, França

A antiga capela do século XIX foi transformada em um hotel intimista com apenas 24 quartos. Mesmo que restaurado, características originais como os tetos arqueados e vitrais foram mantidos.

Fora a hospedagem em si, o grupo hoteleiro ainda oferece spa, sauna, sala de gelo e hammam, espécie de banho turco.

8. Fontevraud L'Hôtel, França

Conhecido por ser ter sido o maior mosteiro da Europa, o local também já foi uma prisão de segurança máxima no século XIX, por ordens de Napoleão Bonaparte.

Com uma decoração moderna, o hotel de 54 quartos também oferece restaurante e uma área reservada para exposições artísticas.

9. St Curigs Church, País de Gales

Com apenas quatro suítes, a propriedade tem vistas maravilhosas para as montanhas de Carneddau e o Snowdon Horseshoe – o local mais fotografado no País de Gales.

Para se entreter, os hóspedes podem se divertir na piscina, na hidromassagem, na mesa de bilhar ou no piano de cauda.

 

10. Stanbrook Abbey Hotel, Inglaterra

Diretamente do século XVI, o hotel com 55 quartos foi originalmente um monastério. De arquitetura gótica, o ponto alto do local são os jardins com mais de 100 mil m² abertos aos hóspedes.

Destaque para o restaurante Sister Charlotte's, que oferece café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar.

Sobre os autores

Amaury Jr.

É jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 37 anos ininterruptos. Atualmente, está no ar aos sábados, às 23h30, na Band.

Bruno Meier

Começou no jornalismo pela revista Veja. Foi repórter de cultura e editor-titular da coluna Gente, espaço semanal focado na cobertura de personalidades e celebridades no Brasil e mundo. É autor do livro "A Vida É uma Festa", sobre Amaury, e editor-chefe deste blog.

Sobre o blog

Notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais, contando com a enorme malha de informantes conquistada por Amaury Jr.

Também é um espaço para compartilhar histórias e curiosidades que lhe foram relatadas ao pé do ouvido nas mil e uma noites em que circulou. Para completar, temos flashbacks de sua carreira, retirados de um precioso arquivo que documenta expressivamente a evolução da sociedade brasileira.