publicidade

Blog do Amaury Jr

Em despedida antes de tratamento, Leo Dias chora e emociona elenco de Fofocalizando. “Rezem por mim”

Leo chora e diz: “Eu sou a ovelha negra” | Foto: Reprodução

 

Foi uma verdadeira choradeira os minutos finais da edição do Fofocalizando nesta sexta-feira.

Antes de encerrar o programa, o jornalista Leo Dias começou a chorar e afirmou aos colegas do programa vespertino do SBT que “toda família tem uma ovelha negra”. “Eu não faço parte da família do SBT. Aqui todo mundo é tão certinho, mas toda família tem uma ovelha negra. Eu sou a ovelha negra”, afirmou.

Ao ouvir essa definição “ovelha negra”, integrantes começaram a chorar e a retrucar com a cabeça negativa. Mamma Bruschetta foi a primeira a confortar o jornalista: “A gente sabe que vai ser difícil. A gente reza todos os dias para Deus, para Buda, para todos os Orixás. Que você enfrente isso que está devastando você. Nós estamos com você”.

Leão Lobo tomou a palavra: “Você faz parte, sim, dessa família. A gente não abre mão de você. O que faz mal é essa porcaria que você vai se livrar agora”.

Lívia Andrade também falou: “A gente está emocionado, porque se ama, porque você faz parte do SBT e dessa família”.

Na próxima segunda-feira (17), Leo se internará em uma clínica no interior de São Paulo para iniciar a luta contra o vício em cocaína. O vício começou na Austrália em 2001, quando morou no país. Ele vai se submeter a uma terapia baseada na ibogaína, uma substância psicodélica que causa alucinações fortíssimas, mas tem eficiência no combate à dependência de cocaína, crack, álcool e maconha.

A edição de “despedida” de Leo Dias provavelmente foi a maior audiência da história do Fofocalizando, segundo dados prévios do Ibope na Grande São Paulo: a atração bateu a Globo durante oito minutos e marcou 8,2 pontos de média nesta sexta-feira (14).

Leo finalizou: “Eu não posso viver uma vida de mentira, eu tenho que viver uma vida digna e de verdade. Peço que vocês rezem por mim. Eu vou ali e já volto”.

Nós, do blog, reforçamos o que seus colegas disseram à tarde: “Nós estamos com você”. Força!