publicidade

Blog do Amaury Jr

Dr. Rey vai à casa de Bolsonaro se oferecer para ser ministro da Saúde: “Por que não eu?”

Dr. Rey: “Bolsonaro vai precisar de um bom ministro da saúde. Trago o sistema americano, que é bem diferente do brasileiro” | Foto: Reprodução Facebook

 

 

Por Bruno Meier

O cirurgião plástico Roberto Miguel Rey Júnior, conhecido como Dr. Rey, diz que tem todas as condições para ser o novo comandante da pasta de Saúde do governo de Jair Bolsonaro. “Por que não eu?”, repetiu seis vezes na entrevista dada ao blog do Amaury Jr. “Bolsonaro vai precisar de um bom ministro da saúde. Sou formado em Harvard em economia e cirurgia. Por que não eu? Trago o sistema americano, que é bem diferente do brasileiro”.

Caso não ocorra um convite para o ministério, Rey colocou-se à disposição para outros cargos no novo governo federal. “Se ele não precisar de mim para ministro, há 220 países. Talvez para embaixador em algum país. Os americanos já me conhecem. Falo inglês muito bem. O Brasil está muito isolado”, disse.

Robert Rey disse que, caso seja chamado, vai convidar Donald Trump para visitar o Brasil. “É bom trazer pessoas da mídia, como Trump. Trump também trouxe pessoas da mídia. E eu fui criado pela mídia. Por que não eu? Também sou brasileiro, gente. Talvez [Bolsonaro] não me use pra nada, e ok. Não tem problema. Amo muito Brasil, sou muito patriota e quero servir minha nação. Espero que exista a possibilidade, não sei. Por que não tentar?”.

O cirurgião ressaltou que sempre teve bom relacionamento com o então deputado, hoje presidente eleito, e sua família. “Antigamente, a gente estava no mesmo partido, o PSC. Nós – eu, o filho dele e ele – tínhamos feito aquela amizade. Ele é da direita, claro, e eu venho da direita americana. O Brasil está muito isolado culturalmente, economicamente. Temos mata de um lato e oceano do outro. É bom ter alguns brasileiro já conhecidos lá fora levando nosso bom nome para todo mundo”.

 

 

Foto de arquivo pessoal de Rey com Jair Bolsonaro

 

 

O cirurgião plástico apareceu na porta do condomínio de Bolsonaro, na Barra da Tijuca, no Rio, na manhã desta sexta-feira para se candidatar ao cargo principal do Ministério da Saúde. A chegada do médico surpreendeu os profissionais da imprensa que aguardavam a chegada do embaixador da Argentina, que tem uma reunião agendada com o presidente. Rey disse que se assustou com a quantidade de jornalistas em frente ao condomínio. “Fui rodeado por uns 15 repórteres. Não imaginava que 9 e 30 da manhã ia ter tanta gente lá”, disse.

O Ministério da Saúde é mais uma tentativa do médico de se lançar na política. Ele chegou a ensaiar a candidatura à Presidência pelo PRB, mas recuou para apoiar Bolsonaro. Tentou uma vaga como deputado federal e não conseguiu se eleger. Teve apenas 13.221 eleitores.

Apesar da tentativa, Dr. Rey não conseguiu ser recebido por Jair Bolsonaro. Ele chegou a entrar no condomínio em que o presidente eleito reside, mas não foi possível se reunir com o presidente eleito.

Montagem divulgada por Rey em Whatsapp