Topo
Blog do Amaury Jr.

Blog do Amaury Jr.

Ricardo Boechat não tinha cama na Band e se locomovia com carro popular

Amaury Jr.

11/02/2019 14h55

 

 

Funcionário do Grupo Bandeirantes, desde 2001, quando começou como diretor de Jornalismo no Rio, o jornalista Ricardo Boechat, morto nesta segunda-feira (11), não tinha uma cama no camarim, como era informação recorrente quando envolvia seu nome. "Isso é folclore", garantiu ao apresentador Amaury Jr. em entrevista em maio de 2018.

Com uma rotina frenética na Band (ele entrava no ar pela rádio às 7h30 da manhã e apresentava o principal telejornal da emissora, às 19h40), Ricardo Boechat apenas descansava em um sofá no camarim dos estúdios do canal no Morumbi. Entre sua casa e a emissora, Boechat tinha um carro popular para se locomover: um Twingo, anos 2001. "Tenho um fetiche pelo carro Twingo. Não tenho outro carro. Me desloco para o trabalho com ele", disse em entrevista a Amaury. "Eu adoro, é discreto. É azul. Não chama atenção, embora eu passe com ele e todo mundo me conhece. É meu fetiche. Acho desproposito ter um carro enorme, que gaste muito". (por Bruno Meier)

 

Reprodução YouTube

 

 

Assista a entrevista completa de Boechat:

Sobre os autores

Amaury Jr.

É jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 37 anos ininterruptos. Atualmente, está no ar aos sábados, às 23h30, na Band.

Bruno Meier

Começou no jornalismo pela revista Veja. Foi repórter de cultura e editor-titular da coluna Gente, espaço semanal focado na cobertura de personalidades e celebridades no Brasil e mundo. É autor do livro "A Vida É uma Festa", sobre Amaury, e editor-chefe deste blog.

Sobre o blog

Notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais, contando com a enorme malha de informantes conquistada por Amaury Jr.

Também é um espaço para compartilhar histórias e curiosidades que lhe foram relatadas ao pé do ouvido nas mil e uma noites em que circulou. Para completar, temos flashbacks de sua carreira, retirados de um precioso arquivo que documenta expressivamente a evolução da sociedade brasileira.