Topo
Blog do Amaury Jr.

Blog do Amaury Jr.

Fórum 100 Dias de Governo: só se fala na reforma da Previdência

Amaury Jr.

02/04/2019 11h47

 

Pedro Guimarães, da Caixa, Luiz Antônio França, presidente da ABRAINC, João Doria, governador de São Paulo, Bruno Covas, prefeito de São Paulo e Rubens Menin, da MRV: 100 Dias de Governo | Divulgação

 

. Com uma plateia lotada de representantes de diversos setores, sobretudo das incorporadoras, o fórum "100 Dias de Governo – Impactos para a Habitação" teve um único e unânime discurso entre seus painéis, realizado na manhã desta terça-feira (2): o impacto positivo e a urgência da aprovação da reforma da Previdência. "Se ela não for realizada, estaremos caminhando para o caos. Isso não é pessimismo, é a realidade", bradou o governador de São Paulo João Doria (PSDB/SP). 

. Rubens Meninpresidente do Conselho de Administração da MRV, foi o nome do setor que mais deu a cara para enfatizar o tema. Ao subir para o discurso, ele foi aplaudido assim que citou a reforma. Interrompeu a fala programada no teleprompter e disse: "Reforço que, com esses aplausos, é unânime na sala o apoio à reforma", reforçou. Menin, vale lembrar, é responsável pela instalação e criação do canal de jornalismo CNN Brasil, previsto para estrear em setembro.

 

Rubens Menin, presidente do Conselho de Administração da MRV | Divulgação

 

. João Doria fez uma campanha no palco para todos os presentes se mobilizarem. "Usem o telefone, façam postagens, participem de encontros, organizem grupos pra visitar deputados e senadores principalmente aqueles que estão reticentes com a reforma", disse. "Não silenciem. Não há vácuo na política. Se não ocuparmos, partidos de esquerda ocuparão esse espaço. Antes que aconteça, nós temos de fazer isso. Covardia é não ter atitude alguma".

. Antes de Doria, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, falou da estatal e contou sobre sua viagem a Nova York, a trabalho, durante o Carnaval: "Em mais de vinte anos no mercado, nunca vi tamanho interesse dos estrangeiros em investirem no Brasil, se a reforma passar. Minha geração nunca viu algo parecido. É um cenário muito animador".

 

João Doria: "Não silenciem. Não há vácuo na política" | Divulgação

 

. "A Prefeitura de São Paulo já fez a lição de casa – aqui já aprovamos a nossa", disse o prefeito da capital paulista Bruno Covas referindo-se à aprovação na Câmara Municipal da reforma da previdência municipal, em dezembro. "Governar é cuidar do filho adolescente. Temos de falar o que se tem de ouvir, não ser populista", disse.

. O ministro da economia Paulo Guedes foi o nome mais sentido do evento. Ele era esperado para falar no painel de abertura. Guimarães, da Caixa, o substituiu, embora frisou que não falava em nome do governo federal.

. O evento foi organizado pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (ABRAINC), no Hotel Renaissance, em São Paulo. A Central de Inovação foi a agência responsável pela elaboração do fórum.

Sobre os autores

Amaury Jr.

É jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Bruno Meyer

Começou no jornalismo pela revista Veja. Foi repórter de cultura e titular da coluna Gente, espaço focado na cobertura de personalidades no Brasil e mundo. É autor do livro "A Vida É uma Festa" e editor deste blog.

E-mail: bruno@amauryjr.com.br

Sobre o blog

Notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br