publicidade

Blog do Amaury Jr

Categoria : Fora do Ar


Bisbilhotices: Costanza Pascolato, Luiza Brunet e Maurício de Sousa antes da fama

(Fotos: Divulgação)

 

. Todas as empregadas domésticas de Luiza Brunet que chamuscam qualquer roupa, sem querer, com o ferro de passar, não recebem bronca, mas um sorriso da doce Luiza, acompanhado de um imediato perdão. É que Brunet também foi doméstica quando chegou ao Rio, deixando para trás sua vida modesta em Itaporã, Mato Grosso do Sul, onde morava numa casinha de palafita.
Ela também queimou muitas camisas do patrão. Costumava escondê-las e ele nem percebia.
Há alguns anos reencontrou o antigo patrão, já na qualidade de deusa, e contou-lhe a história. Foi um encontro emocionado.

. Nem sempre foram flores no caminho de Costanza Pascolatto. Como refugiada na Europa passou fome e frio. Sua família era ligada a Mussolini e quando o fascismo acabou na Itália, os Pascolatto tiveram que fugir, mas foram descobertos na fronteira com a Suíça e levados a um campo de prisioneiros onde passaram maus bocados. Conseguiram se livrar e, na primeira oportunidade, tomaram o rumo da América do Sul com destino à Argentina. O Brasil era escala da viagem, o suficiente para que se apaixonassem. Fincaram raízes e fizeram história.

. O cartunista Mauricio de Sousa queria ser cantor. Varou uma porção de programas de auditório e quase chegou a ser profissional. Só desistiu mesmo depois de derrapar solenemente durante uma apresentação numa emissora de rádio. Se não fosse por essa, teríamos ficado sem Mônica e sua Turma.

 

Leia também:

 


Bisbilhotices: Ney Latorraca, o pioneiro

(Foto: Divulgação)

 

O primeiro ator a posar nu para uma publicação no Brasil foi Ney Latorraca. Saiu na revista Contigo e, apesar da foto ter sido comportada e nada explícita, Ney foi bombardeado por críticas. É que o ano era 1987 e homem nú, só o do Fernando Sabino.

Décadas mais tarde, com a chegada de revistas como G Magazine e tantas outras, virou lugar comum atores posarem sem roupa. Latorraca observa:

-Muitos que falaram mal de mim, estão agora aí peladões, de cara limpa. Duro foi ser o primeiro.

Outra nudez divertida que Latorraca evoca é o da peça “Hair“, onde a ordem de entrada em palco não era pelo talento, mas pelo tamanho do pênis. Antonio Pitanga era o primeiro da fila, em seguida vinham Ricardo Petraglia, Nuno Leal Maia, Antonio Fagundes, Denis Carvalho, Carlos Alberto Riccelli. Ney vinha na quinta fila. Depois dele, só os músicos.

Por Amaury Jr.

 

Leia também:


Antônio Fagundes, Luiza Brunet, João Doria: Cada um com sua mania

Em sentido horário: Antônio Fagundes, Luiza Brunet, Emerson Fittipaldi e Giovanna Ewbank (Fotos: Divulgação e Reprodução Instagram)

 

Existem incontáveis tipos de manias – das mais simples às exóticas. Entende-se por mania a prática repetitiva, o costume esquisito, a preocupação excessiva, peculiar ou excêntrica em relação a algum gosto ou predileção.

Isto posto, listamos abaixo algumas manias de famosos pesquisadas e apuradas por Amaury Jr. em suas leituras ou recolhidas durante suas entrevistas nesses mais de 35 anos de carreira:

. Explicação não há, mas Antônio Fagundes teve uma fase em que só usava cuecas vermelhas. Ouviu de Ney Latorraca que usar roupa íntima na cor vermelha dava a maior sorte e entrou nessa. Durou seis anos a fase de cuecas vermelhas, depois passou.

Mario Covas, já falecido, só usava meias e sapatos pretos; o ex-presidente José Sarney é hipocondríaco; o atual prefeito de SP, João Doria, tem mania de perfeccionismo (Fotos: Reprodução e Divulgação)

 

. Mário Covas, quando foi prefeito de São Paulo, só usava sapatos e meias pretas, combinasse ou não com a roupa. E detestava comemorar aniversários, especialmente o seu.

. O ex-presidente José Sarney é hipocondríaco assumido. Quando viaja ao exterior gosta de fazer tours pelas farmácias em busca de novidades. “Afinal, um homem vive em busca de remédios. Para os da alma, recorre aos santos”, escreveu num de seus livros.

. Já o atual prefeito de São Paulo, João Doria, padece com seu perfeccionismo. Só consegue viver se tudo estiver milimetricamente no lugar, numa espécie de oferenda aos deuses da simetria.

. Campeão de automobilismo, Emerson Fittipaldi carregava seu capacete numa bolsa de mão toda vez que ia embarcar no aeroporto. Justificava que manter o capacete no colo atenuava o tremendo medo de voar. Inconscientemente sentia-se protegido como se estivesse no cockpit de seu carro. Depois, para se livrar do medo de avião, inoculou em si o próprio veneno: foi aprender a pilotar. Tirou brevê e livrou-se do capacete.

. Já Pelé é de causar inveja em vôo. Dorme instantaneamente, como se o seu sistema neurológico estivesse conectado aos comandos da aeronave. Vale lembrar que, para alguns famosos, avião é a pior coisa do mundo. E são obrigados a enfrentá-lo pelos seus compromissos.

. Luiza Brunet, por exemplo, sofre de acrofobia quando tem que tomar avião. E vai rezando o percurso inteiro, nem que seja uma viagem internacional.

. A atriz Giovanna Ewbank também tem suas manias. Uma delas é na hora de vestir ou comprar um sapato: “Eu calço sempre o sapato do pé direito antes do pé esquerdo. Se a pessoa na loja me traz o sapato esquerdo para provar eu falo ‘ai, será que você pode me dar o outro pé?’”.

O cantor Thiagfuinho não gosta de números ímpares nem no volume da TV (Foto: Divulgação)

 

. Já o cantor Thiaguinho não assiste TV no volume ímpar. Vai entender…


FLASHBACK: A origem do Papai Noel, por Elke Maravilha

Elke contou a Amaury, sob sua ótica e estudos vikings, a verdadeira origem do Papai Noel (Foto: Divulgação)

 

De origem russa, a saudosa Elke Maravilha, uma das figuras mais icônicas da arte brasileira, que morreu em agosto de 2016, era famosa não só pelo visual extravagante – mas por ser grande estudiosa e conhecedora de diferentes culturas.

Modelo, atriz, apresentadora, falava oito idiomas – alemão, italiano, espanhol, russo, francês, inglês, grego e latim –, chegou a trabalhar como secretária trilíngue, além de bancária e bibliotecária. É de uma geração de artistas completas, cuja trajetória foi tão incomum quanto as produções que fazia para atuar no júri do programa de Chacrinha.

Em 2010, durante entrevista ao Programa Amaury Jr., contou, sob sua ótica e estudos vikings, a origem do Natal e do Papai Noel. Vale assistir:


MESA DE PISTA: show do bem com Juliana D’Agostini, novo projeto de Maria Rita & mais

Juliana D’Agostini e Maria Rita (Fotos: Divulgação)

 

. Não bastasse ser bonita e talentosa, a pianista Juliana D’Agostini também está focada em fazer o bem. Isso porque, iniciando as comemorações de final de ano, ela apresenta no próximo sábado (17) o musical “O Piano da Jú”, que tem a participação de crianças do projeto O Piano e a Criança, iniciativa social que visa desenvolver a audição e percepção musical de jovens. Pianista desde os quatro anos de idade, Juliana é ganhadora de diversos prêmios internacionais por sua excelência. No entanto, preocupada em democratizar seus conhecimentos, criou o projeto social para focar na musicalização infantil através de métodos sócio-educativos descontraídos. Cem pessoas são beneficiadas pela iniciativa, que começou em outubro deste ano. A performance da pianista, ao lado dos seus pupilos, será na Casa de Cultura Santo Amaro, em São Paulo – e tem o apoio do Governo do Estado de São Paulo.

. Rosy Verdi está de malas prontas para aproveitar duas semanas de férias que prometem ser inesquecíveis: vai passar o Natal em Bangkok e o Réveillon em Pucket, na Tailândia, passando ainda por Doha, Cingapura e outras cidades menores. Vão com ela mais 11 pessoas, incluindo um casal tailandês que mora no Brasil e que vai a cada seis meses para lá – são eles que estão garantindo a exclusividade do roteiro, já que podem proporcionar uma experiência que poucos turistas podem ter.

. O florista das estrelas, Vic Meirelles, também vai aproveitar o recesso de Natal para passear. Depois de preparar a decoração de fim de ano de 9 entre 10 socialites paulistanas, vai para Miami Beach dia 25, e passa o Réveillon na companhia do Mickey, na Disney. Dia 8 está de volta, com a bateria recarregada, para fazer dois casamentaços em janeiro: em Trancoso e em São Paulo.

. Pathy Dejesus já tem agenda definida para 2018. Apresentadora, DJ, atriz, vai estar no ar em duas séries: “Rotas do Ódio”, na Universal Chanel, interpretando uma mãe com câncer terminal, e “Rua Augusta”, no canal TNT, dando vida a uma prostituta. Muito trabalho pela frente.

. A cantora Maria Rita ainda colhe os aplausos por seu mais recente show, “Voz e Piano”, mas avisa que já está em estúdio gravando novo disco, com canções inéditas, para 2018. Deve sair no final de janeiro. Antes disso, quem quiser vê-la no palco pode conferir sua participação na roda de samba do grupo Fundo de Quintal, nesta quarta-feira (13), no Cacique de Ramos (RJ), endereço clássico do samba brasileiro.

. O sucesso do show “Tributo a Roberto Carlos”, que o empresário Carlito Gini apresentou no Baretto em outubro, foi tanto que o Clube Harmonia o chamou para animar a festa de fim de ano do clube. Carlito é um dos sócios mais antigos, e foi praticamente criado dentro do Harmonia. O show, fechado, acontece nesta sexta-feira (15).

. A situação do Theatro Municipal de São Paulo não é das melhores. Ainda que tenha conseguido driblar a crise que o assola desde 2015, quando estourou o escândalo de corrupção, evitando demissões e mantendo um número mínimo de montagens de óperas e balés, está com sua imagem bastante prejudicada aqui e no exterior. Tudo porque as últimas óperas encenadas no final do ano passado ainda não foram pagas. Músicos, cantores, diretores e produtores, nacionais e internacionais, cobram as últimas montagens de 2016: “Elektra” e “Fosca”, apresentadas em novembro e dezembro de 2016.

. O Instituto Odeon, que assumiu a gestão do Theatro neste ano, se eximiu da responsabilidade ao ser questionado pelo blog: “O Instituto Odeon é a OSC gestora do Theatro Municipal de São Paulo desde 1º de setembro de 2017, não lhe cabendo qualquer responsabilidade acerca dos compromissos da gestão passada.”


MESA DE PISTA: Viagens de fim de ano, festas, lançamentos e casamento – o amor está no ar!

Laura Ulrich e Sthefano Costa; Larissa Manoela e Ingrid Guimarães; Sidney Oliveira em Bangkok (Fotos: Divulgação/Reprodução)

 

. Esta semana começam as definições do Baile da Vogue – a grande festa que abre o Carnaval. Será dia 1º de fevereiro, no Hotel Unique, em São Paulo.

. Elsinho Mouco – o homem do marketing do presidente Temer – está namorando a bela Cris Teixeira (ex Ometto). Cris é sócia da revista TRIFATTO, em Piracicaba.

. Sobem ao altar neste sábado (09), para casamento religioso, Laura Ulrich, filha de Antonio Mary Ulrich e Lisette Schneider Loureiro Ulrich, e Sthefano Costa, filho de Fernando Costa (reitor da Universidade Brasil) e Claudia Pereira. A cerimônia será no Mosteiro de São Bento e, após a bênção, os noivos recebem no Iate Clube de Santos, em São Paulo. No entanto, em fevereiro, mais uma cerimônia brindará a união – no hotel Fasano de Angra dos Reis. O casamento será o primeiro do local, marcando a inauguração definitiva do endereço.

. Interrompida pela morte de seu pai, Sidney Oliveira, presidente da Ultrafarma, continua agora sua viagem de férias, passando Natal e Ano Novo fora do Brasil. Sidney vai para a Tailândia, China e segue em giro pela Ásia.

. As atrizes Larissa Manoela e Ingrid Guimarães convidam para a pré-estreia do filme “Fala Sério, Mãe!”, baseado na obra de Thalita Rebouças. Será dia 11 de dezembro, no Cinemark Eldorado, em São Paulo.

. A amazona Luciana Diniz fará noite de autógrafos de seu novo livro, “Fit4Gold – Um Diário Olímpico – Vivendo em cores de preto e branco”. Nele, narra histórias de superação, alegrias e tensões daqueles que buscam o caminho da vitória. Será dia 20 de dezembro, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, em São Paulo.

. A Prefeitura de São Paulo acaba de receber, por empréstimo, dois carros elétricos da Mercedes-Benz do Brasil. Os veículos, à disposição da Guarda Civil Metropolitana, serão usados para o patrulhamento do Parque Ibirapuera, na Zona Sul.

. A atriz Giovanna Ewbank tem feito um pedido inusitado de presente aos fãs e até para o Papai Noel. Neste fim de ano quer bater a marca de 2 milhões de inscritos em seu canal do YouTube, o GIOH. Hoje são mais 1,9 milhões de seguidores. Falta pouco – e a gente dá uma forcinha!


Amaury Jr.: “Hoje é meu último programa na RedeTV! depois de 15 anos”

Foto: Fredy Uehara

 

Nesta sexta-feira, vai ao ar o último Programa Amaury Jr. na RedeTV!, à 0h30. Amaury é o novo contratado da Band, onde um ambicioso projeto o aguarda a partir de janeiro. Confira sua despedida:

“Hoje é meu último programa na RedeTV! depois de 15 anos. Agradeço a confiança em mim depositada por essa casa, agradeço a Deus ter me permitido vivenciar novas e emocionantes experiências. Saio com a convicção de dever cumprido, sem lamentar a excessiva carga de trabalho que um programa diário naturalmente impõe. Alás, fica aqui uma recomendação: escolha sempre um trabalho que você ama, e você nunca terá que trabalhar um dia sequer em sua vida. E no meu caso, cada entrevista me enriquece, adoro gente, mas gente rica de assunto, gente que sacode a gente, que não deixa a peteca cair e só acrescenta em nossas vidas.

Viajei com vocês pelo mundo, fui aos eventos mais importantes deste país, passaram por aqui as mais importantes personalidades brasileiras e internacionais, mas tudo marinado a jornalismo, informação, reflexões que até mudaram o rumo dos acontecimentos, tudo bem embalado pelo entretenimento, novidades, revelações e originalidade, tentando fugir do estereótipo de uma cultura pret-à-porter. Sempre tentamos não esbarrar na podridão televisiva, fugir do circo de vulgaridades que só trazem audiências malditas.

Agradeço a minha equipe, aqueles que aqui estão e aqueles que por aqui passaram. Agradeço as minhas equipes técnicas, meus câmeras, operadores, iluminadores, maquiadores, enfim, todos que fazem parte deste processo. Agradeço a você, meu telespectador especialmente, e a todos os meus patrocinadores. Quero que todos saibam, aqui na RedeTV! e na Callme, que sempre fui capaz de descobrir o significado das pessoas e não apenas a utilidade. A utilidade passa, o significado é para a vida inteira. Vocês estarão na minha mais agradável lembrança por toda a vida.

Desejo à RedeTV! sorte e sucesso. E peço que não se esqueçam todos os dias de olhar em seis direções. Para a frente, para saber aonde você está indo e planejar com antecedência. Para trás, para lembrar de onde você veio e evitar os erros do passado. Para baixo, para se certificar de que você não está pisando em outras pessoas e causando sua ruína ao longo do caminho. Para os lados, para ver quem está lá para apoiá-lo e ver quem precisa do seu apoio. Para cima, para se lembrar de que Deus está no controle e que cuida de tudo e de todos. E para dentro, para você se lembrar do quanto precisa ainda aprender e melhorar no seu caminho.

Um beijo a todos,

Amaury Jr.”


Amaury Jr. fala das celebridades mais antipáticas que já tentou entrevistar

Foto: Reprodução

 

Uma das coisas que aprendi tendo de entrevistar personalidades que idolatrei a vida toda foi a não me intimidar. Um exercício de desmistificação. O repórter que se coloca diante do entrevistado como um fã perde o respeito do público. Não demorou para que eu visse que os ricos e famosos são como nós, cheios de inseguranças, às vezes frágeis e contraditórios, às vezes até grosseiros.

Aqui, os três famosos mais antipáticos que já tentei entrevistar:

Eddie Murphy

Certa ocasião, estávamos na Tunnel de Nova York, na aura de prestígio internacional de Ana Maria Tornaghi, na mesma mesa de Grace Jones e Tony Bennett, que me deram divertidas e reveladoras entrevistas, quando chega Eddie Murphy.

Como já tinha feito com outros artistas, minha equipe foi em sua direção para gravá-lo, com meu cameraman Marcelão (Marcelo Mello e Souza, 1,90 m, 112 kg) à frente. Os gorilas responsáveis pelo bem-estar de Murphy passaram dos limites, avançaram sobre Marcelo aos solavancos, um cobrindo a câmera com a mão, tudo sob as vistas e com aprovação de Eddie Murphy.

Tentei intervir, explicando, mas Eddie não deu ouvidos, passando com toda a sua antipatia e presunção. Não havia mais ninguém da imprensa na Tunnel, apenas nós. Não havia tumulto, nem assédio, por que aquilo? Tony Bennett me fez um sinal da mesa, torcendo o nariz, para que eu deixasse pra la lá.

Eddie, depois me contaram, tem aversão à imprensa. É famoso por saudar repórteres com a pergunta: “Você vai me despedaçar?”. Garante que seu sentimento é justificado e que suas crises depressivas devem-se às constantes notícias mentirosas que publicam dele, como o fato de ser gay e alcoólatra. Uma vez foi flagrado com uma travesti pela polícia e explicou que apenas estava dando uma carona. Processou o “National Enquirer” por publicar entrevistas com a tal travesti que alegou ter feito sexo com ele.

Soube depois que Murphy estava naquela noite na Tunnel com uma “namorada nova” e não queria ser visto com ela, ou pelo menos, talvez, não quisesse que sua mulher ficasse sabendo. Poderia ter conseguido isso com bons modos.

Charles Bronson

Com Charles Bronson minha decepção foi acachapante. Encontrei-o numa festa aberta na Rodeo Drive, em Beverly Hills.

_ Sou um jornalista do Brasil e gostaria muito de entrevistá-lo.

_ Brasil? É um país ou o quê?

Norma e Tonico Senra também tentaram uma aproximação com Bronson no restaurante Le Cirque, em Nova York. Estavam acompanhados de Pat Durst, produtora de moda, que conhecia Tonico do Brasil. Tiveram que explicar ao canastrão que Buenos Aires não é a capital do Brasil, que Stan Getz não compôs “Garota de Ipanema” e que caipirinha não é bebida afrodisíaca e nem provoca azia. Não se sabe o porquê desse sarcasmo do ator em relação ao Brasil.

Billy Zane

Billy Zane – que fez “Titanic” e o “Fantasma” — uma vez tentou me agredir. Estávamos no aeroporto de St. Barth e resolvi registrar sua presença com a pequena câmera que sempre carrego, tudo na maior discrição, de longe, sem incomodá-lo. Zane aprontou um pampero federal, invocou privacidade, veio pra cima. Não fosse meu filho Mó ter interferido, chegaríamos às vias de fatos, com nítidas desvantagens para este que vos escreve. Ainda bem que o Mó é da mesma estatura de Zane.


Bruxo Eduardo Scarfon dá receita de ritual de Halloween. Qual será seu pedido?

Bruxo Eduardo Scarfon no Programa Amaury Jr. (Foto: arquivo blog)

 

Neste Halloween, o Programa Amaury Jr. que vai ao ar nesta terça convidou o bruxo Eduardo Scarfon para ensinar um ritual que deve ser feito na noite desta terça-feira (31).  A mandala abaixo deve ser preenchida com ervas relacionadas a cada elemento e posicionadas em cada ponta, na ordem abaixo:

Espírito: anis estrelado
Água: erva-doce
Fogo: cravo-da-índia
Terra: folhas de louro
Ar: capim santo

Depois, deve-se cobrir as bordas do círculo com sálvia. Em seguida escreva em um papel seu pedido e posicione no centro do pentagrama. Pode dobrar o papel ou não. Sobre o pedido, coloque uma chave – que simboliza a abertura de caminhos.

A seguir, acenda uma vela em cada ponta do pentagrama, na ordem abaixo:

Espírito: violeta
Água: azul
Fogo: vermelha
Terra: verde
Ar: amarela

Mentalize, a cada vela acesa, seu pedido se realizando. Deixe as velas queimarem até o fim.

No dia seguinte, queime todas as ervas.