publicidade

Blog do Amaury Jr

Reunião de Ciro com artistas teve papo sobre TV e regulação do streaming, além de Caetano cantando “Tempos Modernos”

Por Bruno Meier

 

Mariza Leão, produtora de cinema, abriu ontem seu apartamento em Ipanema para reunir artistas em torno de Ciro Gomes, presidenciável do PDT. “Foi um encontro afetuoso e, principalmente, motivador”, resumiu Leão ao blog.

O encontro reuniu nomes como Caetano Veloso, Marcelo Adnet, Debora Bloch, Vladimir Brichta e Tico Santa Cruz. Ciro esteve acompanhado da namorada, Giselle Bezerra, e ficou aproximadamente quatro horas no evento, saindo do prédio às 11 da noite.

Perto da saída de Ciro da sala de Mariza, Tico Santa Cruz puxou a música “Tempos Modernos”, de Lulu Santos. Ciro e Caetano ao lado seguiram o coro que animou os presentes (assista o vídeo abaixo).

Patricia Pillar, ex-mulher de Ciro, ajudou a organizar o encontro ao lado de Mariza. Mariza foi colaboradora do programa de governo do candidato quando ele disputou a eleição presidencial em 2002.

Ao blog, Mariza Leão contou do encontro:

Como foi?

Foi um encontro afetuoso e principalmente motivador para quem está preocupado com os rumos do país. Um encontro onde ele pode falar de forma direta e franca o que pensa e quais seus projetos, caso seja eleito.

Quais questões – e áreas (cinema, teatro, museus, etc) – relativas à cultura foram abordadas e quais foram as respostas do presidenciável? Houve alguma promessa?

Não nos detemos sobre nenhuma demanda específica mas falamos no âmbito do audiovisual a que o próximo governo terá que renovar a lei de de cota de tela, a lei do audiovisual, além de enfrentar a regulação do VOD, dentre outras. Falamos muito sobre identidade nacional, e da relação entre cultura e soberania nacional.

Como ficaria o futuro Ministério da Cultural num eventual governo Ciro? Aliás, teria esse ministério?

Não falamos sobre isso. Falamos sobre economia, educação, correlação de forças políticas e principalmente sobre como enfrentar os movimentos obscurantistas que crescem de forma preocupante. Não foi uma reunião de demandas mas sim de comunhão de idéias e projetos.