Topo
Blog do Amaury Jr.

Blog do Amaury Jr.

Miguel Falabella relembra clima "insuportável" com Maitê Proença na Globo

Amaury Jr.

28/11/2018 23h12

Tatá Werneck e Miguel Falabella: sexo no estacionamento do Projac (Foto: Juliana Coutinho/Multishow)

 

Por Bruno Meier

Miguel Falabella revelou ter tido problemas com a atriz Maitê Proença nos bastidores da novela Cara e Coroa (1995), dirigida por Wolf Maya. Na trama, de Antonio Calmon, Falabella vivia Mauro, marido de Heloísa, papel de Maitê Proença. "Estávamos gravando em uma lancha em alto-mar, a câmera em outra lancha. Ela (Maitê) sentada, de repente olhou para mim e falou: 'Miguel, está tão insuportável trabalhar contigo, pelo amor de Deus, faz alguma coisa, fica duro acordar de manhã, muito difícil trabalhar junto. Vou te dar um conselho: esquece essa história, se você não pode querer bem, não queira nada, olhe através", revelou o ator, autor e diretor a Tatá Werneck na noite de quarta-feira (28) no sofá do talk show Lady Night, exibido pelo canal pago Multishow.

Falabella sofria na vida pessoal por ter sido "chifrado", para usar as palavras dele, por um grande amor da época. Foi por esse motivo que admitiu ter ficado "insuportável" nas gravações. "Eu já trabalhei com todas as pessoas insuportáveis na Globo, mas eu já fui muito insuportável, mas tão insuportável a ponto de chegar em casa, ligar para pessoa e pedir desculpas", disse.

O ator ainda lembrou de furtos nos cenários de novelas da Globo. "Fiz uma novela com o (Walter) Avancini, num cenário da Christiane Torloni, e uma peça tinha sumido. Isso nos atrapalharia muito porque as cenas continuariam e a peça precisava estar. Avancini falou: "vou fechar o estúdio, apagar a luz e, quem pegou, coloca de novo'. Quando acenderam a luz, roubaram a outra peça", contou, aos risos.

 

 

 

Falabella declarou que, dentre tantas funções exercidas nas artes, seu lado "dramaturgo", com as autorias de peças teatrais, é a fonte de maior renda do artista. "Só com A Partilha, vendi para 14 países", diz.

Quando questionado se já fez sexo no Projac, ele negou, mas afirmou já ter visto nomes do elenco da emissora fazendo sexo no estacionamento da central de produções, no Rio.

 

 

 

 

 

Sobre os autores

Amaury Jr.

É jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Bruno Meyer

Começou no jornalismo pela revista Veja. Foi repórter de cultura e titular da coluna Gente, espaço focado na cobertura de personalidades no Brasil e mundo. É autor do livro "A Vida É uma Festa" e editor deste blog.

E-mail: bruno@amauryjr.com.br

Sobre o blog

Notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br