Topo
Blog do Amaury Jr.

Blog do Amaury Jr.

Rosy Verdi: Moscou aos meus olhos

Da Redação

2014-06-20T19:13:28

14/06/2019 13h28

Rosy Verdi, na Catedral de São Basílio, em Moscou

 

Uma deliciosa viagem de São Petesburgo a Moscou ou vice e versa poderá ser feita no trem Okulovkiy Rayon em 3h30 e com primeira, executiva e econômica classes com ótimo serviço e poltronas muito confortáveis, além de maleiteiro para carregar suas malas.

A rede hoteleira de Moscou é farta, ótima e luxuosa. Indico o Four Season (ao lado do teatro Bolshoi), o Ritz Carlton, o Lotte Moscou e o Hyatt.

Hotel Four Season, em Moscou

Moscou é uma cidade linda e agitada. Foi o centro das ações de Ivan, o Terrível, odiada por Pedro, o Grande e o objetivo mortal de Napoleão e Hitler. Não deve ser conhecida só pela Praça Vermelha ou o Kremlin, pois tem muitas outras maravilhas a serem exploradas em 4 dias de visitas.

Encantadora e às vezes irritante quando tentamos decifrar suas placas em cirílico, porque nosso alfabeto romano pouco aparece nas informações e os idiomas como inglês, francês ou espanhol é pouco usado.

Kremlin de Moscou

Minhas indicações imperdíveis em Moscou são:

1. Parque Gorky: enorme, florido na primavera e famoso por filmes e livros, com seu monumental portal de entrada, tem ao lado o Mosteiro das Donzelas e do outro o Cemitério  Novodevichy, onde estão sepultados, em túmulos que são verdadeiras obras de arte, figuras importantes da política, artes e vida social russa.

2. Tretyakov Gallery com rico acervo com obras de Chagall, Cézanne, Monet, Klimt, Van Gogh, doadas pela família do mesmo nome em 1898.

3. Museu Pushkin de Belas Artes: belo prédio com mais de 500 mil obras de arte.

4. As maravilhosas estações de metrô, decoradas com pinturas e arandelas de alabastro e cristal. Recomendo as de Komsomolstkimskaya e a de Novoslobodskaya

5. Rua Tverskaya, um dos 10 metros quadrados mais caros do mundo com lojas e restaurantes.

6. Rua Arbat, para pedestres, com lojas de souvenirs, cafés, restaurantes.

7. Catedral de Cristo O Salvador, a igreja ortodoxa mais alta do mundo, belíssima.

Catedral de Cristo O Salvador

8. Kremlin com todo seu conjunto de prédios.

9. Praça Vermelha: maravilhosa e majestosa com suas torres, Catedrais, Mausoléu de Lenin e a loja de departamentos Gum com restaurantes e todas as grifes estrangeiras. Tudo deve ser visto durante o dia e a noite com as luzes iluminando estas maravilhas.

Rua iluminada, dia e noite, em Moscou

10. Teatro Bolshoi, um marco histórico construído pelo arquiteto Osip Ivanovich Bove, é imperdível para assistir um espetáculo de opera ou ballet, ou para conhecer os seus 7 andares com salões para recepções, restaurantes, ateliês de costura, museu. Enfim, uma lição de cultura e história aos pés da Praça Vermelha.

Interior do teatro Bolshoi

11. Rua Kitar Gorod, com lojas, restaurantes e iluminação no teto, dia e noite, uma maravilha aos olhos, além de muita música de rua com as pessoas dançando e cantando.

12. Armeria, impressionante museu com rico acervo de móveis, carruagens, roupas e a coleção de joias dos czares, inclusive os célebres diamantes Orloff de 189 carats na coroa de Catarina, a Grande, para a sua coroação em 1762 e o diamante Shah de 88 carats são algumas das maravilhosas joias expostas.

Restaurantes

White Rabitt, eleito o 16 melhor restaurante do mundo, tem além das delícias do menu seu teto de vidro com uma das mais lindas vistas de Moscou, Seu Frango a Kiev e famoso.

Cafe Puschkin, badalado, parece uma farmácia antiga e tem um delicioso straganof. O andar superior é como se fosse uma biblioteca, tem um delicioso borscht, a famosa sopa de beterraba com creme azedo, e o melhor caviar que degustei na Russia.

Borscht, a famosa sopa de beterraba com creme azedo

Turandot, asiático mais chic de Moscou. Seu projeto de restauração custou U$35.000.00. Comida incrível.

Baccarat Crystal Room em um edifício de 1800 tem excelente comida e serviço! Pratos franceses e russos
Sirena, do mesmo grupo do Novikov de Londres especializado em frutos do mar fresquíssimos.

Sobre os autores

Amaury Jr.

É jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 37 anos ininterruptos.

Bruno Meyer

Começou no jornalismo pela revista Veja. Foi repórter de cultura e editor-titular da coluna Gente, espaço semanal focado na cobertura de personalidades e celebridades no Brasil e mundo. É autor do livro "A Vida É uma Festa", sobre Amaury, e editor-chefe deste blog. E-mail: bruno@amauryjr.com.br

Sobre o blog

Notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

Para completar, temos flashbacks da carreira de Amaury Jr, retirados de um precioso arquivo que documenta expressivamente a evolução da sociedade brasileira.