Topo
Blog do Amaury Jr.

Blog do Amaury Jr.

Como nasceu o restaurante e Paris virou a "Disney" da gastronomia no mundo

Da Redação

07/08/2019 15h38

 

"Restaurant": Uma invenção francesa!

No mês passado, pudemos iniciar nossa imersão na rica gastronomia francesa.

Como já dito naquela oportunidade, esta coluna se baseia principalmente em meu recente livro "Viagem Gastronômica a Paris", o qual poderá ser adquirido aqui com desconto super especial para seguidores do Amaury (veja abaixo).

Hoje, vamos entender um pouco sobre a invenção de algo que nós amamos: os restaurantes!

Capa do excelente livro Memórias do Restaurante, Editora Aubanel

Na verdade, "Restaurante" é uma invenção francesa que o mundo copiou. Começando pelo nome: por que "Restaurante"?

 Na Paris antiga e até o século XVIII (18), os viajantes ricos ficavam hospedados nos palácios dos amigos nobres, onde sempre tinham comida farta e alta cozinha. Nessa época de Reis e Palácios, os cozinheiros reais já eram venerados como celebridades e isso influenciará toda a história da gastronomia e o mundo dos restaurantes. O grande Chef Caremê é o mais conhecido deles, o cozinheiro dos reis e o rei dos cozinheiros! 

Os comerciantes, os representantes e funcionários públicos a trabalho, e outros, quando viajavam, o que era um tanto raro, ficavam e comiam em tavernas e em estalagens (onde tinha também lugar para guardar os cavalos). Não havia absolutamente turistas e muito menos classe média, era a nobreza e os vassalos no campo. Moradores de Paris, os burgueses (do burgo, ou seja, da cidade) comiam normalmente em casa, não existia ainda um hábito de "sair para jantar"; no máximo iam aos cafés que já existiam no Séc. XVIII. 

Assim, a grande demanda era alimentar por quem passava por Paris, uma espécie de "viajantes executivos" da época. Eles chegavam com fome, acabados mesmo. Por volta de 1765, um tal de Sr. Boulanger resolveu "restaurar" essas pessoas oferecendo um sopão chamado bouillon. Ele colocou até uma placa: "Sopão Restaurador" no primeiro marketing profissional da mesa; e pronto, estava inventado o Restaurante!

 Nasceu como solução nutricional, física, ninguém colocou sofisticação nisso. A sofisticação estava restrita, como disse, só aos Palácios. (Na verdade, já existiam também as Maisons de Santé, uma espécie de spa médico, pois comida era pura medicina na época – e não é que parece que a moda está voltando…)

A tal sofisticação veio em 1789, junto com a revolução francesa que acabou com a realeza e fez os cozinheiros chiques ficarem sem emprego; e o que fizeram eles? Abriram restaurantes para uma suposta nova classe média emergente, que queria mesmo era viver como a nobreza, e bingo, restaurante virou coisa chique!

Desde então, não parou de crescer, ganhou o mundo e fez da França a pátria mãe da gastronomia e de Paris a nossa "disneylândia de prazeres e alegrias da melhor comida do mundo". Já em 1789 (século 18), existiam 50 restaurantes em Paris; dá pra entender como começaram longe e lá se vão mais de 250 anos de história!

 Visitar Paris e sua tradição gastronômica é uma das melhores coisas da vida! Você, leitor, está na viagem certa!

 Pode-se muito bem ir à toa pela rua e certamente achará sempre um bom lugar para comer, um que ninguém indicou ainda nas famosas listinhas que alguém sempre nos dá, estilo "olha, não deixe de ir nesse!". A verdade é que até comprar um "sandwich au fromage" na rua e sair andando é seguro, gostoso e dará imensa alegria ao turista.

 Agora… se você pode fazer uma programação prévia, isso será para lá de ideal. Fundamental fazer reserva para os restaurantes da alta gastronomia ou também, às vezes, para os baratinhos ou pequenos bistrôs, porque tudo lota em Paris. 

Faz anos que faço viagens gastronômicas à Cidade Luz e, em todo esse tempo, nenhum restaurante da minha lista principal fechou, mas, ao contrário, surgiram dezenas que merecem estar no livro "Viagem Gastronômica a Paris". 

Vale a pena saber mais sobre cada um desses cantinhos produtores de comida espetacular! Vamos publicando em partes …

Como escrito acima, você pode adquirir seu livro "Viagem Gastronômica a Paris" com 10% de desconto através deste blog. É só, na hora da compra, digitar o código AmauryJr:

https://mundobooks.com.br/produto/283983/viagem-gastronomica-a-paris


 

Sobre os autores

Amaury Jr.

É jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Bruno Meyer

Começou no jornalismo pela revista Veja. Foi repórter de cultura e titular da coluna Gente, espaço focado na cobertura de personalidades no Brasil e mundo. É autor do livro "A Vida É uma Festa" e editor deste blog.

E-mail: bruno@amauryjr.com.br

Sobre o blog

Notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Amaury Jr.