Topo

"A perda do 17 será um desastre para Bolsonaro se reeleger", diz numerólogo

Da Redação

10/10/2019 10h30

Jair Bolsonaro: "O 17 ajudou a carreira do Bolsonaro e essa sigla criou um ambiente de carisma" | Reprodução Instagram

O assunto que corre em Brasília nesta semana é a possível saída do presidente Jair Bolsonaro do seu partido PSL. O embate com o partido ficou estampado após ele ter feito críticas ao presidente da sigla, o deputado Luciano Bivar (PE). Caso decida deixar o PSL, Bolsonaro terá que se filiar a outro partido para disputar a reeleição em 2022 e, consequentemente, não poderá usar o número 17, de propriedade do partido. O número 17 colou na imagem de Bolsonaro e é usado até em festas temáticas alusivas ao político. O número, inclusive, o acompanha desde o início da carreira em 1988: Bolsonaro ganhou sua primeira eleição para vereador, no Rio de Janeiro, pelo extinto PDC, com o número 17681.

A perda do número 17 poderá prejudicá-lo nas urnas no futuro?

O blog fez uma consulta ao numerólogo e engenheiro dimensional Gilson Chveid Oen, cuja gama de clientes tem alguns importantes políticos. Gilson é categórico: "O 17 ajudou a carreira do Bolsonaro e essa sigla criou um ambiente de carisma. Se perder esse número, ele terá dificuldades de se reeleger nas próximas eleições".

A seguir, a entrevista:

De que forma o 17 afeta Bolsonaro?

Existem cinco maneiras de você se relacionar de uma forma poderosa com o universo mandando interferências de poder e cumplicidade para sua vida. Uma delas é com o número. O 17 foi o maior presente que Bolsonaro recebeu no início da carreira. Porque, sem querer depreciar o mérito dele, mas qualquer um que use um número 17 já está pilotando uma espécie de Ferrari na vida. Os códigos que a gente usa são como se fossem automóveis e você é o piloto. Numa corrida de Fórmula 1, o 17 é uma Ferrari ajustada no ponto. E o PSL é uma sigla que trabalha carisma, até por isso todas as pessoas dentro do PSL ficam numa briga para serem estrelas da Broadway. Um quer aparecer mais que o outro. Foi fundamental para carreira do Bolsonaro o 17.

E se ele tivesse disputado as eleições passadas com outro número?

Se ele tivesse outro tipo de número, vou dar um exemplo, o 49, número que trava, bloqueia, cria dificuldades, ele sumiria, desapareceria do cenário político brasileiro. O 17 deu a sustentabilidade. 1 representa o indivíduo e o 7 é a energia da agressividade, aquela pegada violenta. Esse lado enfurecido do Bolsonaro é por causa do 17. É o leão partindo para cima da zebra, com ferocidade. Isso é criado pelo 17. Bolsonaro sempre foi um cara briguento. Isso ajudou a ter o universo como cúmplice, uma energia que parecia impossível ganhar. Num mundo em que isso está cada vez mais comum, não podemos ignorar, o 17 virou uma arma poderosa que ajudou o Bolsonaro a agregar um bando de pessoas agressivas em volta dele a se apoiarem no discurso dele.

Como ele poderá ser afetado sem este número no futuro?

Se ele sai do PSL e terá de abrir mão do 17,  ele terá dificuldade de se reeleger nas próximas eleições. Veja, eu falo isso sem saber qual o partido que ele poderá entrar. Pode ser igual em termos de alavancagem. Isso é muito difícil para as pessoas entenderem. Os códigos, os números, os nomes que a raça humana usam para intitular coisas se tornam mantras, se tornam códigos repetitivos que, pela repetição, criam campos de gravidade negativa que distorcem a malha, o espaço e o tempo do universo fazendo ela interferir como resposta na vida do usuário. Sem 0 17, Bolsonaro perde o ambiente de carisma que ele tinha. A perda do 17 e esse ambiente carismático vão ser um desastre para o Bolsonaro se reeleger, a não ser que ele dê a sorte de que o substituto do 17 seja maravilhoso.

 

Sobre os autores

Amaury Jr.

É jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Bruno Meyer

Começou no jornalismo pela revista Veja. Foi repórter de cultura e titular da coluna Gente, espaço focado na cobertura de personalidades no Brasil e mundo. É autor do livro "A Vida É uma Festa" e editor deste blog.

E-mail: bruno@amauryjr.com.br

Sobre o blog

Notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.