PUBLICIDADE
Topo

As máscaras medicinais de Veneza

Da Redação

21/03/2020 16h42

As máscaras medicinais tão disputadas na atualidade já teve uma equivalente em Veneza, cuja origem remonta do século XI. Usadas no carnaval desde os tempos medievais, pobres, ricos, nobreza se misturavam pelas ruas e podiam  expressar livremente seus sentimentos protegidos pelas máscaras.

Uma delas contudo virou medicinal –  a Bauta – dentro da qual era colocada uma mistura de ervas que atenuava qualquer tipo de doença respiratória.

A título de curiosidade mostramos no video abaixo uma reportagem do nosso programa onde a Bauta aparece como destaque.

Ninguém pode dizer de onde surgiram as máscaras. Veneza é uma referência. Elas são tão antigas como a humanidade. Alguns estudiosos acreditam que a máscara  nasceu 30.000 anos AC.

No antigo Egito (por exemplo)  elas eram colocadas sobre o rostos dos mortos para ajudá-los na passagem para a outra vida. Gregos e Romanos usavam nos  seus teatros, significando alegria, tristeza ou revelando outros estados de espírito.

Os pajés e curandeiros indígenas as usavam para incorporar entidades em cerimônias importantes, como a guerra e o casamento.

Sobre o autor

Amaury Jr. é jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Sobre o blog

O blog traz notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.