PUBLICIDADE
Topo

Histórias do arquivo XVIII

Da Redação

31/05/2020 15h58

Famosos e o extraordinário

Joanna viu na platéia um fã que morrera dois dias antes.

Com receio de ser mal interpretada pela mídia, que poderia tratar o assunto de modo sensacionalista como se fosse um apelo em busca de visibilidade, a cantora Joanna resolveu esconder uma de suas experiências mais fascinantes, vivida durante um show em Belém do Pará . Quem conhece Joanna bem sabe que seu escrúpulo jamais permitiria algo para ludibriar o público, até porque o sucesso musical da cantora é suficientemente consistente sem necessidade de trapaças.

Normalmente, Joana não consegue enxergar quem está na platéia, o que é comum pelos spotlights que ofuscam a visão . Mas nessa noite foi diferente. Ela conseguia, sim, enxergar, com nitidez apenas uma pessoa. Era a figura de um jovem de singular beleza, que chamava a atenção  por usar um vistoso turbante e por sorrir o tempo todo. Joanna disse  depois que não conseguia desviar o olhar daquele homem, algo a impelia a cantar especialmente para ele.

Terminando o show seu camarim, como sempre, estava lotado de amigos e admiradores, pessoal do staff e do teatro. Joanna então perguntou:

– Quem era o rapaz de turbante na platéia ?

Ninguém soube responder, porque ninguém o havia visto.

E Joanna:

-Impossível. Ele estava nas primeiras fileiras. Com aquele turbante era impossível não percebê-lo. Intrigada, passou a descrevê-lo com detalhes, quando foi percebendo algumas pessoas boquiabertas. Era a descrição exata da fisionomia de um jovem, eletricista em Belém, fã ardoroso de Joanna , e que tinha sido um dos primeiros a comprar ingresso para o show.                                                                                                                                                                                                                                                                  Dois dias antes , por um acidente de trabalho, morreu eletrocutado sensibilizando a cidade .

O assunto ficou instigante demais.Mandaram chamar os pais do rapaz, que chegaram com uma foto do filho. Joana quase desfaleceu. Era o próprio.

Católica muito espiritualizada, ela tem certeza que viveu uma experiência mediúnica.

Detalhe: a família não permitiu que o filho fosse velado com a cabeça descoberta. O choque elétrico de alta tensão castigou sua cabeça, queimando-a inteira, e ela foi coberta com um turbante.

 

 

Sobre o autor

Amaury Jr. é jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Sobre o blog

O blog traz notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.