PUBLICIDADE
Topo

Campos do Jordão também fora do calendário

Da Redação

31/07/2020 21h15

Não tem mais graça essa temporada de inverno em Campos do Jordão. Carros de som na rua alertando para a necessidade de ficar em casa sob o uso obrigatório de máscaras.

Os relógios digitais, que registram as baixas temperaturas, só exibem mensagens alusivas à pandemia.

Acostumada a receber até 150.000 visitantes por fim de semana, Campos entrou em colapso, com os seus muitos casos de coronavírus que triplicaram em um mês, e as mortes aumentaram de 1 para 10. Resultado; o COVID levou ao adiamento turístico da cidade, o Festival de Inverno em sua 51a edição.

Os 110 concertos tiveram que ser adiados para  02 a 15 de janeiro de 2021, e isso se Deus quiser.

A prefeitura vê relação entre o aumento de casos e a volta dos poucos turistas após a flexibilização do comércio e da rede hoteleira.

O prefeito Fred Guidoni conduziu o município a aprovar um plano de marketing para fomentar o turismo na serra, fugindo do inverno e avançando para o início do verão. No ano que vem, o governo estadual planeja dois festivais de arte na cidade. "Mas todo esse esforço não tem nenhum sentido se não controlarmos a pandemia agora " disse.

 

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do BOL

Sobre o autor

Amaury Jr. é jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Sobre o blog

O blog traz notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.