PUBLICIDADE
Topo

LVMH cancela a compra da Tiffany & Co. e recebe ameaça de processo

Da Redação

11/09/2020 16h29

Em novembro de 2019, a LVMH, dona da Louis Vuitton, firmou um acordo de compra da Tiffany & Co., o que seria a maior aquisição de luxo da história, mas agora tudo mudou. Na última quarta-feira (09), o grupo francês informou que irá desistir da compra da joalheria, e o motivo seria "uma sucessão de eventos que fragilizaram a operação", como a ameaça dos Estados Unidos de sobretaxar produtos franceses e o impacto econômico causado pela pandemia do coronavírus. 

Em resposta à desistência, a Tiffany acionou a justiça no estado norte-americano de Delaware para forçar o grupo francês a concluir a compra que seria feita pelo valor de US$ 16,2 bilhões. 

Outro fator que levou a LVMH a tomar tal decisão foi o fato da joalheria pedir para adiar a conclusão da aquisição de 24 de novembro para 31 de dezembro. Por conta de todos esses fatores, o grupo se orientará pela data combinada no acordo e não prosseguirá com a compra. No comunicado, o conglomerado diz: "Tal como está, o Grupo LVMH não poderá concluir a aquisição da Tiffany & Co".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do BOL

Sobre o autor

Amaury Jr. é jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Sobre o blog

O blog traz notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.