PUBLICIDADE
Topo

Minha passagem por Tulum no México

Da Redação

19/09/2020 21h33

El Castillo, um marco na paisagem de Tulum

Hotel Casa Malca, antiga casa de veraneio de Pablo Escobar

Obedecendo  os critérios de segurança e com viagem marcada para os Estados Unidos, escolhi Tulum, no México, para aguardar os 14 dias necessários provando que estamos livres do Covid e assim obtermos licença para entrar.

Optei por este destino ainda pouco divulgado porque está se transformando em um " point"  e objeto de desejo para a turma dos descolados. Realmente Tulum, até há pouco um vilarejo famoso pelas ruínas preservadas e vestígios de seus antigos habitantes, a poderosa civilização Maia que dominava toda Península de Yuacatan, é um lugar privilegiado com cenotes naturais, seus rios e lagos subterrâneos ótimos para mergulho.

Situada a 120 km de Cancún  é parte da chamada Riviera Maya, ao lado de Porto Morelo , Playa del Carmen, Islas Mujeres e Cozumel.

As ruínas, a vegetação exuberante e o mar turquesa com praias brancas de areias finas, são um apelo irresistível para quem chega na cidade.

De alguns anos para cá, Tulum vem se transformando em uma nova Ibiza tal a movimentação de gente bonita que circula pelos confortáveis hotéis e pousadas, inúmeras praias e a agitada vida noturna animada até altas madrugadas. Comércio típico, com toques de luxo,  e mulheres deslumbrantes pouco vestidas circulando e bebericando até o sol esconder, e, poucos se incomodando com os confortos urbanos, criando uma atmosfera de informalidade  e charme.

Dress code

  • Roupas confortáveis especialmente de linho
  • Abundância em franjas e macramê (típicos da cultura mexicana)
  • Chapéus para todas as horas. Ítem indispensável tanto para os homens quanto para as mulheres.

Ruínas

  • Mesmo que não lhe atraia é indispensável conhecer além dos preservados sítios arqueológicos que marcaram a desenvolvida civilização Maya ( 250 a 900 DC)
  • Não se pode perder , Chichén Itza, Cobá, Ek Balam

 

Hotéis

  • Escolhi o Hotel Malca que, segundo os locais, foi a mansão de Pablo Escobar . O nome Malca vem do seu novo proprietário, o marchant  Lio Malca que se encantou com o lugar e teve a preocupação de restaurar o mobiliário o mais próximo do original : sofás de seda, poltronas de veludo etc. Contrastando, incluiu pinturas e grandes esculturas, por exemplo, o trabalho  do designer contemporâneo Kaws. Também há trabalhos de Jean-Michel Basquiat e  Keith Haring que deixou sua marca em vários espaços. Para completar a mistura de influências, tapetes persas foram usados em alguns dos ambientes da construção.

Hotéis

  •  Dream Tulum Resort Spa
  • Prana Boutique Hotel
  • Pousada Casa Banana
  • Pousada Margarida

Restaurantes

  • Ambrosia (Casa Malca)
  • Philosofy (Casa Malca)
  • La Coqueta
  • Sabor de Mar
  • La Parrillada grill

Para encerrar mais essa página de minha agenda de viagens, recomendo o ótimo vôo  da Aéro México, os festivais de música que animam a temporada de janeiro a março e, logo que chegar, nada melhor que uma paradinha saboreando um delicioso sorvete de frutas tropicais no Aldo's Gelato . O meu predileto… tangerina.

    Por : Rosy Verdi

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do BOL

Sobre o autor

Amaury Jr. é jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Sobre o blog

O blog traz notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.