PUBLICIDADE
Topo

Blog do Amaury Jr.

Entrevista - Zeeba fala sobre novo álbum e projetos futuros

Da Redação

12/07/2021 13h37

O cantor e compositor Zeeba, estadunidense de pais brasileiros, fez grande sucesso no mundo todo com a música "Hear Me Now", em parceria com os DJs Alok e Bruno Matini. Atualmente, Zeeba está trabalhando no seu próximo álbum que será lançado no final do ano. 

Nesta sexta-feira (16), Zeeba estará no nosso programa, no quadro "Passatempo", contando todas as novidades sobre o seu novo álbum. Até lá, confira a entrevista que fizemos com o cantor para sabermos mais sobre os seus projetos futuros e o novo single, "Passeio", lançado na última quinta-feira (08). Confira:

(Foto: Reprodução/Instagram)

1- Quais foram as suas maiores inspirações para o seu novo álbum?

Zeeba: Eu sempre falo que as músicas saem de experiências vividas, então o álbum está repleto de coisas que eu vivi antes da pandemia e na pandemia, de reflexões que eu tenho feito sempre sobre a vida. Na pandemia eu perdi meus dois avós, então eles foram parte de reflexões que eu tive sobre a vida também. As maiores inspirações são a vida, são as experiências, tem músicas de relacionamento, eu estou namorando super bem, super feliz com o meu relacionamento, tem músicas que tem a ver com isso, com achar a pessoa. Tem uma música, a primeira que eu lancei, a "Cansei", que é sobre o fim de um relacionamento, então está em uma ordem cronológica de fatos que aconteceram na minha vida. Tem músicas que eu escrevi antes da pandemia e acabaram entrando no álbum, então acho que escutar o álbum vai ser um diário aberto aí da minha vida para as pessoas.

2- Como foi o processo de criação do seu próximo single "Passeio"?

Zeeba:  'Passeio' é uma música que fala o quão rápido é as nossas vidas, como tudo passa muito rápido. O meu avô, antes de falecer, uma das últimas coisas que eu conversei com ele foi sobre isso, ele falou que tudo passou em um piscar de olhos, ele falou 'caramba, já acabou. E qual foi o motivo disso tudo?', ele falou que estava muito feliz pelos filhos e netos, mas ele não tinha entendido o sentido da vida, e é algo que a gente nunca vai entender, então outra coisa que ele sempre falava era para eu não me preocupar com besteiras. É uma música que eu escrevi junto com a Bibi, que é uma compositora super legal, junto com o Bruno também. A gente estava conversando sobre isso, como a vida é um passeio, então a gente tem que aproveitar ao máximo, não perder tempo com bobeira.

3- O que podemos esperar do seu novo álbum? Você pode nos dar algum spoiler?

Zeeba:  Posso dizer que os clipes vão ser todos feitos na casa dos meus avós, o espaço está vazio, então a gente está usando para trazer uma luz para o ambiente, é até uma forma de homenagem a eles, então cada música vai ser feita em um cômodo. A gente já está gravando algumas coisas, tem coisa pronta. Tem 1 feat. internacional já confirmado que é muito bacana, uma pessoa que eu sempre admirei lá da gringa, da Austrália, não vou dar mais spoiler, e tem aí uma colaboração também com OutroEu que vem em breve, mas já estou entregando muito, não sei se eu podia estar falando isso [risos]. É isso, chega de spoilers, mas tem muita coisa boa por vir, o álbum vai ser híbrido, metade em português e metade em inglês, e estou muito ansioso para mostrar para todos.

4- Como está sendo cantar em português? Você prefere cantar em inglês ou em português?

Zeeba: O português demorou para chegar na minha vida por eu ter o hábito de escrever em inglês, de ter bandas nos Estados Unidos, minha formação musical foi toda lá fora, então o português começou um pouco antes da pandemia. 'Tudo Que Importa" eu escrevi no final de 2019 e eu acho que eu fui me encontrando e finalmente cheguei no lugar que acho que me identifico 100%. As músicas em português estão muito legais, acho que elas têm uma pegada que eu trago das minhas referências internacionais, mas ao mesmo tempo tem muita brasilidade. Nesse nesse álbum eu quis trazer pouco mais disso no Brasil, porque eu tenho ficado aqui já há alguns anos, eu morei muito tempo nos Estados Unidos mas agora já estou aqui há 4 anos, desde 'Hear Me Now', é um país que eu que eu gosto, minha família está aqui, minha namorada está aqui, eu tenho uma intimidade, um afeto muito grande também pela língua portuguesa, então faz parte da minha história, não podia deixar de lado.

(Foto: Reprodução/Instagram)

5- A quarentena mudou a sua relação com a sua música? Te trouxe alguma nova inspiração?

Zeeba: Como eu disse antes, toda experiência me traz reflexão e inspiração e eu acabo colocando para fora. Com certeza a pandemia, a morte dos meus avós, esses momentos me fizeram refletir muito sobre a vida, é algo que eu sempre falo, sobre esperança e olhar de forma positiva para as coisas, acho que na pandemia eu entrei mais adentro nesse assunto sobre a vida, tem muito disso no álbum, com certeza fez parte sim das últimas composições.

6- Como surgiu a ideia de gravar os clipes na casa de seus avós?

Zeeba:  Eles faleceram, a casa estava vazia, o espaço é super legal, mostra um pouco da história deles, então quis deixar isso eterno de alguma forma. É, de certa forma, uma homenagem, queria dar uma luz para o espaço e fazer uma coisa bacana e está ficando muito legal tudo que a gente tem gravado, e acho que a energia super ajuda, é legal ter a presença deles de alguma forma nesse novo projeto.

7- Qual foi o cômodo da casa de seus avós que você mais gostou de gravar?

Zeeba: Até então gravamos em apenas em 2 cômodos, eu acho que o jardim foi o mais legal até então, que é o de 'Passeio', o próximo lançamento. É legal, eu sinto muita falta deles, então quando a gente está aqui tem as lembranças, os objetos, tinha umas balinhas que a minha vó adorava me dar, ficava num potinho, então sempre vejo o potinho e lembro dela. Tem um leque que eu trouxe da Espanha quando eu fui fazer show que ela amou, ela deixava no centro da sala, então eu sempre vejo ali, é bacana ter esse ambiente com lembranças. O próprio jardim é um lugar onde eles ficavam tomando um solzinho, eu até fiz um post com uma foto muito fofa dos dois no jardins, onde a gente gravou 'Passeio', então é bem bacana ter esses momentos de lembranças.

Avós de Zeeba no jardim (Foto: Reprodução/Instagram)

8- Além do álbum, quais são os seus planos para o futuro?

Zeeba: Eu espero voltar a fazer shows, eu acho que todo artista está sentindo muita falta do palco, da galera, de se conectar com as pessoas dessa forma física mesmo, inclusive, já fiz um primeiro ensaio com a minha banda. É legal ver que as pessoas já estão se vacinando, espero que esteja chegando no fim, mas eu estou focado muito no álbum, ele vai ser lançado no final do ano, mas vão ter algumas músicas que a gente ainda vai deixar para o ano que vem, então o foco é total nele agora, estou nos finalmentes, já temos todas as músicas, estamos gravando os conteúdos visuais, então estou nessa fase e já planejando todos os lançamentos até o ano que vem.

9- Você pensa em fazer mais colaborações com artistas brasileiros?

Zeeba: Penso sim, com certeza. Já revelei um spoiler da próxima colaboração com a galera do OutroEu, e tem outros nomes que estão em mente. Quero muito fazer alguma coisa com o Lagum, acho a banda dos caras 'fera'. O Vitor Kley é outro amigão que a gente sempre fala de fazer um som mas nunca 'calha' de se encontrar, mas tem muitos nomes na música brasileira que eu tenho escutado e sou bem fã: Jovem Dionisio, Gilsons, Duda Beat, esses artistas novos que vem com trabalhos incríveis são pessoas que eu penso em fazer colaborações algum dia.

10- Qual é a principal mensagem que o público deve receber com a música "Passeio"? 

Zeeba: A maior mensagem acho que eu já falei aí no começo, é isso, a gente está aqui por tão pouco tempo, a vida passa tão rápido, então vamos tentar ficar na energia mais positiva possível, tentar olhar as coisas de um lado bom, hoje o mundo está tão difícil, a gente vê tanto ódio na internet, essa geração nova é muito difícil de ficar numa frequência boa, então às vezes a gente tem que só dar uma desligada mesmo e tentar ver as coisas boas mesmo em um ambiente que pode parecer ser muito ruim, acho que sempre tem um lado bom, sempre dá para olhar o copo meio cheio. Enfim, eu acho que é isso, essa é a mensagem de 'Passeio': viva o agora intensamente, porque daqui a pouco tudo acaba, só estamos aqui a passeio.

Sobre o autor

Amaury Jr. é jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Sobre o blog

O blog traz notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.