PUBLICIDADE
Topo

Blog do Amaury Jr.

5 Itens inusitados que são mais valiosos do que o ouro

Da Redação

08/09/2021 13h55

Ao longo da maior parte da história, o ouro foi uma das substâncias mais apreciadas. Apesar de sua raridade e grande valor, o ouro está longe de ser o elemento mais valioso do mundo e atualmente está disponível pelo valor de R$ 311 por grama.

Confira cinco itens inusitados que são mais valiosos do que o ouro: 

Fungo de Lagarta

Assim como o nome já diz, este é um fungo que cresce no solo com uma protuberância semelhante a uma lagarta. A razão pela qual ele se parece tanto com o animal é porque de fato já foi uma lagarta, que foi consumida pelo fungo de dentro pra fora.

O fungo que é expelido pela cabeça da lagarta é considerado afrodisíaco e uma grama dele é vendido por R$ 591.

Veneno de cobra

O veneno de cobra é utilizado para fazer o antiveneno também tem outros usos medicinais, como analgésico, anticoagulante e pode reduzir a pressão arterial. Os valores dos venenos variam pelo grau de letalidade. O veneno da cobra-coral, o segundo mais forte, custa mais de R$ 21 mil por grama.

Chá Da Hong Pao

O chá chinês é feito com as folhas da árvore Da Hong Pao e o processo é rigoroso e monitorado pelo governo chinês. Existem apenas seis árvores da espécie no mundo e são consideradas um tesouro nacional. 

O chá é usado no tratamento de várias doenças pois contém compostos que auxiliam na circulação sanguínea. Um bule deste chá está disponível por mais de R$ 51 mil.

Diamantes Vermelhos

Grama por grama, os diamantes são mais valiosos do que o ouro. Os diamantes vermelhos são raros e são considerados as pedras preciosas mais raras do planeta. Foram encontrados apenas 30 deles e uma grama pode ser vendida por R$ 27 milhões. 

Antimatéria

A antimatéria parece apenas um conceito de ficção científica, mas é real e reconhecida desde o início do século XX. As antimatérias possuem as mesmas características de tudo o que conhecemos, mas contém carga elétrica oposta.

Ele pode ser criado com aceleradores de partículas, mas o problema com a antimatéria é que sempre que entra em contato com a matéria, ambos são aniquilados. Não pode ser armazenado em um recipiente normal, portanto deve ser mantido em campos elétricos e magnéticos. Em 1999,  a NASA estimou que um único grama de anti-hidrogênio custava cerca de R$ 333 trilhões.

Sobre o autor

Amaury Jr. é jornalista e apresentador de TV. É o mais conhecido colunista social do Brasil e considerado o criador do colunismo social eletrônico no país, onde mantém um programa de TV há 39 anos ininterruptos.

Sobre o blog

O blog traz notícias, bastidores e informações exclusivas sobre quem é assunto no showbiz, na cultura, na política, nos negócios e em todas as rodas sociais.

E-mail: contato@amauryjr.com.br

Amaury Jr.